O curriculum vitae que você usa quando está procurando estágio não funciona quando você já saiu da faculdade. E nem quando está mais avançado na carreira. Portanto, para cada fase da vida existe um tipo de currículo ideal, e é sobre isso que vamos conversar hoje.

O PraCarreiras falou com Mari Clei, CEO da MC Coaching, para entender melhor como adaptar o seu CV para cada fase da sua vida profissional.

Qual o meu tipo de currículo ideal?

Talvez a informação mais importante que você vai receber com este texto é que o modelo de currículo ideal depende totalmente da sua experiência profissional.

Isto é, qualquer que seja a fase da carreira em que você está, o seu CV precisa acompanhar as suas realizações profissionais até aquele momento. “Um currículo de estagiário não vai ser tão detalhado quanto um de analista ou de gerente”, explica Mari.

E, o que conta na hora de montar o currículo são as suas qualificações e experiências. Mas sempre lembrando que elas precisam estar de acordo com o perfil da vaga em aberto. “O candidato vai precisar adequar o seu currículo de acordo com a sua experiência”, continua ela.

De qualquer maneira, essas fases podem ser classificadas como:

  1. Estagiário
  2. Trainee
  3. Analista
  4. Gerente

Para cada uma dessas opções, você vai montar o CV de acordo com informações que mais demonstram a sua capacidade profissional. Por isso, é importante entender como elencar as suas experiências profissionais para adequar o documento às vagas.

Para isso, atentamos para alguns pontos importantes, veja:

1.Entenda o seu perfil para saber qual o seu tipo de currículo ideal

Identificada a sua fase profissional, é o momento de montar o seu currículo ideal. O importante é entender quais pontos fortes e experiências valem ser destacadas no currículo. Isso torna seu currículo atraente para o mercado de trabalho.

Por exemplo, alguns pontos que você pode considerar neste momento são:

  1. O seu nível de conhecimento / as suas competências;
  2. A sua formação.

Segundo Mari, um bom currículo é sempre objetivo e sucinto, e evidência os pontos principais da trajetória profissional. Aqui, além da faculdade ou curso técnico , vale qualquer curso extra que você tenha feito e que, de alguma maneira, agregue ao cargo que você busca.

“Se nós estamos falando de um cargo de liderança, o candidato tem que colocar no currículo quantos anos de experiência ele tem em gestão. Além de qual é a sua formação, experiência fora do Brasil, cursos extracurriculares e quais cargos ele ocupou”, diz a profissional.

tipo de currículo ideal
Foto: rawpixel.com / Pexels

2.Atualize o currículo sempre

Independentemente de estar trabalhando ou não, é importante manter o currículo atualizado. Não esqueça de observar o que está acontecendo na sua área de atuação a todo momento.

“É importante olhar as tendências de mercado e entender como está o seu segmento, posicionamento, cargo, expectativa salarial. Esse profissional tem que sempre evoluir a cada passo que ele dá no seu currículo”, diz a profissional.

Isso significa ir contra a tendência de parar de observar o mercado profissional e buscar evoluir profissionalmente a todo momento. Não deixe de sempre buscar mais conhecimento e entender os rumos que a sua profissão está tomando.

3.Atenção ao tamanho ideal do currículo

Mais importante do que saber qual o modelo de currículo ideal para você, é lembrar de deixá-lo objetivo e sucinto: no máximo com duas páginas. Esse é o parâmetro para você saber o que tirar do seu CV na hora de atualizá-lo.

Nesses momentos, Mari aconselha deixar de lado informações muito peculiares e que não têm relação com a vaga a qual você está se candidatando. “Se eu trabalhei em alguma área financeira e estou procurando outra oportunidade que não seja nessa área, mas, dentro do meu currículo, aparece aquele item, eu posso, sim, descartar algumas informações que não são importantes no recrutamento”, explica.

Aliás, fica aqui uma dica de ouro: todo profissional deve ter mais de um currículo. Como dificilmente as pessoas trabalham sempre na mesma área, você pode manter um documento com todas as suas experiências e outro que pode mudar e atualizar de acordo com as vagas as quais está se candidatando.

Atenção sempre ao excesso. Informações que não passam um conteúdo clara sobre o que você já conquistou na carreira e que não especificam as suas habilidades para a vaga em questão podem ficar de fora do CV.

Em resumo, qualquer que seja o seu cargo ou a vaga que você procura, existem alguns pontos em comuns que determinam um bom currículo:

  • Objetividade;
  • Transparência;
  • Adequação à vaga.

Em resumo, agora você já sabe como fazer o seu tipo de currículo ideal. Você já teve dificuldades em adequar o seu currículo à vaga dos sonhos? Deixe o seu comentário abaixo ou comece uma conversa no nosso grupo no LinkedIn.