Você já pensou em mudar de carreira? Acredite, será cada vez mais comum para os profissionais mudar de profissão de tempos em tempos. E, ao contrário do que muitos pensam, isso não é um problema. Pelo contrário, é uma solução.

Os fatores para fazer essa mudança são muitos. De os altos índices de desemprego, que forçam profissionais a buscarem outras soluções, até a própria insatisfação profissional.

Qualquer que seja a razão, a verdade é que mudar de carreira aos 30 ou aos 40. Pode dar medo, mas é mais importante você estar satisfeito profissionalmente do que continuar infeliz em uma carreira que não gosta.

De acordo com a headhunter Patricia Zito, que trabalha principalmente com contratações – ou seja, ela vê pelo lado das empresas -, existe uma grande dificuldade nesse momento. Os contratantes ainda veem no especialista um valor maior do que nos iniciantes. “Como o mercado busca muito especialistas, ele também, em geral, vai dar preferência para quem já é daquela área e não vai se abrir tanto a alguém que não tenha experiência com aquilo”, explica.

Afinal, como mudar de carreira?

Aliás, vale a pena, inclusive, usar a dica da profissional como um impulsionador. Se você quer mudar de carreira, esteja preparado para estudar bastante e se especializar de todas as formas que puder. Faça cursos, participe de eventos da área e busque entender bem o mercado para ter mais segurança na hora de procurar uma oportunidade profissional. 

“O que esse profissional precisa fazer é se envolver com esse novo setor ou essa nova carreira que busca”, diz . “De repente, você não tem experiência, mas fez uma especialização no tema, isso já é um ponto a favor. Falando de empresas, se você mostra envolvimento com o assunto, mesmo não tendo trabalhado com ele, já abre mais portas.”

Já comentamos bastante por como o LinkedIn é uma ferramenta importante para qualquer profissional. E, nessa hora, ela se torna ainda mais imprescindível. Aproveite a rede social para criar um networking sólido, se envolva em grupos e converse sobre o que tem estudado e aprendido. Isso, com certeza, facilita na hora de se colocar profissionalmente. 

Outro ponto importante: segundo a headhunter, o ideal é que você não foque na sua idade, mas que entenda como usar as suas experiências anteriores, quaisquer que sejam, a seu favor: “Como as experiências que você teve em outro setor podem agregar naquele ambiente que você está se propondo a atuar? Embora você não tenha experiência naquilo, o que você fez em outros setores vai trazer algo que colabora”.

Segundo ela, poucas empresas evitam contratar pessoas fora do setor em que atuam. Isso significa que elas deixam de olhar por outro viés e aproveitarem a visão limpa de alguém de fora e que ainda não está totalmente inserido no novo mercado.

Mas isso não quer dizer que você não tem chances. Vale a pena se preparar antes de qualquer entrevista de emprego – aliás, esse é um conselho válido independente da área ou do seu momento profissional. Prepare-se bem, entenda como usar a sua própria carreira a seu favor e esteja pronto para ser desafiado. Sendo alguém novo na área, a empresa vai questionar (bastante) porque você é a melhor escolha.

Porém, se você estiver disposto a aprender e dar o seu máximo, confie. As chances da mudança não dar certo são mínimas.