O que é preciso hoje para ser um líder do futuro? Especialista aponta cinco estratégias primordiais

Características do líder do futuro

Adaptar os conceitos e práticas ao novo normal é uma realidade necessária aos profissionais, veja as características do líder do futuro.

Sempre foi importante se atualizar, mas agora é fundamental!

 

As orientações são de Heitor Roriz, Mestre em Tecnologia da Informação pela Universidade de Stuttgart, na Alemanha, e CEO da Massimus.

Por isso, Heitor Roriz, CEO da Massimus -especialista em gestão e treinamento Ágil-, aponta cinco estratégias para os profissionais de liderança tornarem-se líderes do século XXI, dicas primordiais para a nova era corporativa.

Características do líder do futuro: As cinco estratégias

  1. Comece exercitando a descentralização da tomada de decisões. É fundamental capacitar a equipe, apoiar, remover impedimentos e garantir que todos entendam o grau de autonomia.
  2. Incentive as equipes a terem a perspectiva geral do negócio. Ajude-os a se focar na otimização do fluxo de valor: tudo aquilo que não agrega valor ao produto ou demandas finais é desperdício.
  3. Saia da tática do dia-a-dia para focar-se na estratégia e na melhoria de processos. Não é tão simples assim, mas é necessário dar o primeiro passo. Comece entendendo que as incertezas estarão sempre presentes e não podem ser evitadas. Na resolução de problemas complexos, em ambientes dinâmicos, permitir que as equipes auxiliem na tomada de decisões é sempre a melhor saída. Na dúvida, pergunte às equipes! Crowdsourcing é uma fonte extremamente poderosa de conhecimento.
  4. Esteja aberto para novos aprendizados e experiências. Aqueles que gostam de inovar, que pensam diferente e que ousam soluções novas, geralmente usam uma linguagem um pouco diferente e você pode se sentir em uma Torre de Babel. Tenha a certeza de que falam de tecnologias (ou conceitos) que estão permeando toda a Gestão e que, em breve, você precisará aprender essa língua diferente. Entenda o método científico de tentativa e erro: dê passos curtos e valide os resultados obtidos.
  5. Entenda que há sempre espaço para melhoria. Com passos curtos e validações frequentes, você irá começar a perceber que os seus executivos também têm muito a aprender. Apesar de terem investido muito para chegar onde chegaram, nos últimos 20 anos uma infinidade de novas tecnologias e conceitos surgiram.

“O mundo corporativo de 2020 ainda está preso ao século passado. É necessário realizar uma transformação profunda nas organizações, que só acontece por intermédio de pessoas.

A pandemia acelerou esse processo e gerou a necessidade de um novo perfil de líder, o que chamamos de liderança do futuro. Nosso propósito dentro desse contexto é transformar o universo corporativo criando uma nova forma de gestão de negócios: a Nova Administração”, ressalta Roriz.

Características do líder do futuro: Sobre a Massimus

Massimus atua há 13 anos com Transformação Ágil, sendo pioneira em oferecer treinamentos oficiais de métodos ágeis e abordar temas de transformação organizacional.

São mais de 10 mil profissionais formados e centenas de empresas em todo território nacional, América Latina, Europa, Estados Unidos e Índia.

“Nossa missão é humanizar o mundo corporativo e capacitar profissionais através de cursos de Transformação Organizacional nas áreas de gestão de mudanças, gestão executiva, de projetos e produtos”, explica Roriz.

Roriz é Mestre em Tecnologia da Informação pela Universidade de Stuttgart, na Alemanha, possui know-how de 26 anos na indústria como gestor e desenvolvedor de software. É especializado em Agile desde o final de 2004 e fundador de vários grupos de usuários com o tema Scrum.

Características do líder do futuro: Site e redes sociais

www.massimus.com

Instagram e Facebook: @massimusct

YouTube: https://www.youtube.com/c/Massimus/

Mesmo à distância, o papel do líder é ajudar e ser exemplo no desenvolvimento humano para os colaboradores, esclarece a especialista em desenvolvimento humano, Susanne Andrade.

Especialista em desenvolvimento humano, Susanne Andrade, é autora dos best-sellers “O Poder da Simplicidade no Mundo Ágil”, “O Segredo do Sucesso é Ser Humano”, e do livro digital “A Magia da Simplicidade”.

Liderar uma equipe é um grande desafio. Fazer isso à distância fica ainda mais complicado. Com o isolamento social diante da pandemia, cerca de 46% das empresas no Brasil adotaram o home office, segundo a pesquisa Gestão de Pessoas na Crise Covid-19, da Fundação Instituto de Administração (FIA).

Para obter sucesso na gestão dos colaboradores remotamente, o ideal é um processo de gerenciamento por meio de uma liderança mais humanizada.

Leia a matéria completa e entenda mais sobre a liderança humanizada.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui