Contratações de emprego via whatsapp aumentam 53% desde o início da pandemia

Contratações de emprego

De acordo com o Banco Nacional de Empregos contratações de emprego via whatsapp aumentam 53% desde o início da pandemia.

De acordo com levantamento do Banco Nacional de Empregos (BNE), o número de empresas usando o whatsapp para entrevistas de empregos e para realizar contratações dobrou 53% de março a setembro deste ano.

Contratações de emprego: Como se candidatar

Dentro do site do BNE, na página dos currículos dos candidatos, existe um ícone do whatsapp que direciona o recrutador diretamente para o bate-papo com o interessado pela vaga. Segundo o site, em março foram 1448 cliques e em setembro 2723, neste ícone.

Segundo o CEO do BNE, Marcelo de Abreu e Silva, cada vez mais os recrutadores estão optando pelo whatsapp. “É evidente que se tornou necessário busca por ferramentas que representam agilidade e praticidade. O whatsapp deixou de ser apenas uma rede social, é uma ferramenta de trabalho”, explica.

Ainda segundo o executivo, com a utilização do whatsapp, a entrevista e a contratação são realizadas de forma mais ágil.

Contratações de emprego: Confira abaixo os números de cliques na ferramenta mês a mês

• Janeiro: 2904

• Fevereiro: 1941

• Março: 1448

• Abril: 1614

• Maio: 1220

• Junho: 1900

• Julho: 1879

• Agosto: 1835

• Setembro: 2723

“O que os dados mostram também é que o aumento de cliques começou aumentar após a flexibilização do isolamento social, sendo março e maio os meses com mais baixa procura de candidatos. Já no segundo semestre é notável um aumento gradual do mercado de trabalho”, diz.

Contratações de emprego: BNE – Banco Nacional de Empregos

Há mais de 20 anos no mercado, o BNE é um dos sites de currículos mais importantes do Brasil. O principal objetivo é facilitar a interligação entre o empregador e empregado no mercado de trabalho de maneira rápida e eficiente.

O BNE conta com mais de 135 mil empresas cadastradas, que buscam currículos diariamente e oferecendo diversas novas oportunidades de trabalho todos os dias.

Saiba mais em: http://www.bne.com.br/

Contratações de emprego: Pesquisa realizada pela Salesforce com 20 mil pessoas em 10 países revela percepções sobre o futuro do trabalho e a troca de emprego.

A Salesforce, líder global em CRM, realizou o estudo ” Série Global Stakeholder – O Futuro do Trabalho, Agora ” com mais de 20 mil pessoas na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, França, Índia, Japão, Nova Zelândia, Reino Unido e Singapura.

O levantamento, que teve 2 mil entrevistados apenas no Brasil, traz dados relevantes sobre a percepção da população em relação ao Futuro do Trabalho e os impactos da Covid-19 sobre as relações entre os colaboradores e as empresas.

Troca de emprego: O que conta o vice presidente da Salesforce

“A pandemia teve um grande impacto no modelo de trabalho com o qual estávamos acostumados. Da noite para o dia tivemos que migrar para o home office, o que trouxe à tona muitas questões sobre o futuro do trabalho”, comenta Fabio Costa, Vice-presidente sênior general manager da Salesforce no Brasil.

“A Série Global Stakeholder traz reflexões importantes sobre a percepção dos brasileiros em relação às mudanças nas dinâmicas de trabalho e mostra uma expectativa de que as empresas como protagonistas para melhorar o mundo”, completa Fabio Costa.

Entre os entrevistados no Brasil, 87% não percebem melhoras em relação às oportunidades de empregos, 75% acham que o desenvolvimento da força de trabalho deve ser uma prioridade das empresas e 71% dizem que o trabalho remoto é viável apenas para uma parcela da população. Abaixo destacamos os principais resultados da pesquisa no País.

Entre os entrevistados no Brasil, 82% confiam nas empresas para construir um futuro melhor. E para 70% deles, a diminuição das desigualdades globais deveria ser a grande prioridade para as empresas.

Esses números mostram a grande confiança dos brasileiros nas empresas, principalmente se comparados aos dados relacionados ao setor público: 55% dizem não confiar nos governos para construir um futuro melhor.

Além disso, 76% dos entrevistados dizem que é crucial que seu empregador retribua à comunidade e 66% acreditam que as empresas serão mais resilientes às crises ao sair da pandemia.

Confira AQUI a matéria completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui