Em tempos de tecnologia e redes sociais, é impossível pensar em outra forma de mandar um currículo que não seja via e-mail. Mas como montar uma mensagem que seja clara e precisa, que chame a atenção do empregador e deixe você mais próximo do emprego dos sonhos?

O PraCarreiras conversou com dois profissionais especialistas no assunto para saber exatamente o que fazer e como montar o e-mail ideal para conseguir aquela entrevista e evitar erros comuns que mandam a sua mensagem direto para a caixa de spam.

 

1.Seja direto no assunto

 

Segundo a coach Patrícia Cunha, o assunto deve ser direto ao ponto: “curriculum vitae” + o seu nome completo. Isso não só deixa claro o conteúdo do e-mail, como também facilita a identificação das mensagens na caixa de entrada.

 

2.Não se alongue no corpo do e-mail

 

Fabrício Morini, especialista em carreiras e empreendedorismo, explica que não existe certo e errado sobre o que escrever no corpo da mensagem. Aqui, foque em informações básicas e agradeça pela oportunidade de contato. No mais, deixe que o seu currículo e a própria carta de apresentação façam o restante.

Aliás, é importante lembrar que a mensagem do e-mail não qualifica como carta de apresentação – esse é um documento separado que merece atenção na hora da escrita, além de ser enviada anexada junto com o CV.

 

3.Mantenha o foco

 

Lembre-se: esse é um e-mail de trabalho. Mais do que demonstrar a sua admiração pela empresa ou o empregador, você precisa ser objetivo ao falar sobre as suas qualificações e porquê você deve ser considerado para a vaga.

“O foco principal do e-mail é apenas transmitir a informação curricular, se for de interesse da empresa uma entrevista será agendada. Não é necessário muita explicação neste e-mail, que deve ser sucinto”, diz Patrícia.

 

4.Atenção aos erros

 

Claro, não poderíamos falar sobre enviar currículos sem passar por erros comuns. Tanto Patrícia quanto Fabrício atentam para quatro pontos principais:

  • Erros ortográficos: leia e releia o texto escrito e, se necessário, escreva em um documento separado antes de jogar no e-mail, para evitar apertar o botão “Enviar” sem querer.
  • Mandar o CV no corpo da mensagem: a não ser que seja solicitado pelo empregador, o currículo deve sempre ser anexado.
  • Mentir sobre ou omitir informações importantes: “Sinta-se seguro, não faça coisas que você não sabe e tenha humildade em se posicionar para o contratante, ressaltando naquilo que você é bom”, reforça Fabrício.

5.E-mail com tamanho ideal

 

Na hora de escrever a mensagem, não é necessário se alongar. Até 3 linhas é o suficiente para se apresentar, dizer o que você pretende com esse contato e, claro, agradecer pela atenção de quem lê. Como reforça Patrícia, todo o valor do seu e-mail está nos anexos.

6.Atenção ao relógio

 

O ideal é mandar o seu e-mail para o contratante durante a semana (de segunda à sexta), no horário comercial. Uma dica de ouro: se possível, envie o seu e-mail logo cedo, até às 09h, para que ele fique no topo da caixa de entrada.

Muitas pessoas se preocupam também com o endereço do próprio e-mail. Por exemplo, se o seu for algo do tipo “marcelagatinha23” ou qualquer outra coisa que não o seu nome completo, talvez seja interessante montar um e-mail novo antes de começar a disparar CVs. Isso ajuda a montar uma imagem mais séria e profissional.

Ao mesmo tempo, Fabrício comenta que se o endereço não passa uma imagem negativa sobre você, não existe motivo para alterá-lo: “O fato de ter ou não ter um e-mail profissional não quer dizer nada. O que quer dizer é o que você entrega uma vez que for contratado. No processo de seleção seja você mesmo”, comenta. Ou seja, fica a seu critério! Veja o que deixa você mais confortável e vá em frente!

No mais, lembre-se das duas palavrinhas de ouro ao enviar currículos por e-mail: objetividade e profissionalismo. Não se alongue, reforce que as informações importantes estão anexadas e não esqueça de agradecer pela atenção. A partir daí, é torcer e esperar para marcar as suas entrevistas!