Profissão Nutricionista

Profissão Nutricionista: salário, perfil e tudo o que você precisa saber

 

 

 

 

 

A busca por uma vida mais saudável fez com que a profissão nutricionista obtivesse um grande crescimento no mercado de trabalho. Seja por estética, saúde ou qualidade de vida, a verdade é que a importância de uma alimentação equilibrada só tem crescido.

E, com isso, o nutricionista tem ganhado espaço no mercado de trabalho.

O profissional de nutrição possui capacitação para trabalhar a favor da segurança alimentar dos seus pacientes. Além disso, ele atua na prevenção de doenças como a diabetes e demais que podem ser tratadas com alimentação.

A profissão nutricionista é responsável, portanto, pela saúde das pessoas por meio da criação de um plano alimentar a partir de um diagnóstico ou necessidade específica.

Profissão Nutricionista: áreas de atuação

 

Bem, existem diversas áreas de atuação na profissão nutricionista. Então, você pode trabalhar em:

– Nutricionista clínico: trata-se do atendimento individual. Nesse caso, ele pode trabalhar em consultórios, hospitais ou ambulatórios. O objetivo aqui, portanto, é criar uma dieta alimentar equilibrada de acordo com a necessidade de cada paciente.

– Nutricionista esportivo: é o atendimento de atletas. Aqui, o nutricionista desempenha o papel de criar o plano alimentar focado na performance dos esportistas.

– Nutricionista coletivo: cuida de um grupo de pessoas em restaurantes, refeitórios, vigilância sanitária ou cozinhas industriais. Como ele cuida de estoque e armazenagem de alimentos, ele precisa, então, conhecer sobre legislação. Além disso, o nutricionista faz o relacionamento com fornecedores nesse caso.

– Pesquisa: com atuação em laboratórios e faculdades, o nutricionista aqui foca no estudo de um determinado alimento ou no desenvolvimento de alimentos novos.

– Nutricionista na indústria: nesse caso, ele irá acompanhar a produção dos alimentos, garantindo a sua qualidade. Além disso, ele pode ser o responsável pela criação dos rótulos que ficam nos produtos.

 

Perfil ideal

Para atuar na profissão nutricionista, é preciso da faculdade. Além disso, posteriormente, tem que estar inscrito no CRN (Conselho Regional de Nutricionistas).

Bom, sempre destacamos aqui no PraCarreiras a importância de estudar para conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho. E, na nutrição, não é diferente.

Portanto, se especialize em um segmento da nutrição e nunca deixe de estudar. Além de uma pós-graduação, você pode fazer alguns curso na área para aprimorar seus conhecimentos e se tornar um profissional mais competitivo.

Além disso, é sempre importante diversificar os estudos e buscar cursos para desenvolver suas habilidades comportamentais. Busque algum curso de atendimento, gestão do tempo, marketing digital, etc.

Profissão Nutricionista: salário

 

O salário de um nutricionista é regido por um piso salarial. Ou seja, existe um valor mínimo regulamentado para nutrição.

Então, para 44 horas semanais, o piso do salário do nutricionista é de R$ 2.389.  Nas consultas, o valor fica em R$ 118 e, se for em domicílio, o valor é de R$ 178. Já para palestras, no entanto,  piso salarial é de R$ 356 a hora.

Portanto, a média de salário de um nutricionista é de R$ 2.447. O salário na nutrição pode variar de acordo com os anos de experiência do nutricionista e o tipo de empresa.  O valor, portanto, pode chegar em R$ 6.561.

Por outro lado, muitos nutricionistas optam pelo empreendedorismo e, por isso, abrem suas próprias clínicas. Nesse caso, o salário do nutricionista pode ser bem maior.

 

Profissão nutricionista: principais funções

 

A profissão em nutrição foi criada em 24 de abril de 1967, pela Lei nº 5.276. Porém, a profissão seria regulamentada somente em 17 de setembro de 1991, através da Lei nº 8.234.

E, a partir da regulamentação, foram definidas as principais funções da profissão nutricionista. Então, podemos citar:

– Direção, coordenação e supervisão de cursos de graduação em nutrição;

– Planejamento, organização, direção, supervisão e avaliação de serviços de alimentação e nutrição;

– Planejamento, coordenação, supervisão e avaliação de estudos dietéticos;

– Ensino das disciplinas de nutrição e alimentação nos cursos de graduação da área de saúde e outras afins;

– Assistência e educação nutricional a coletividades ou indivíduos, sadios ou enfermos, em instituições públicas e privadas e em consultório de nutrição e dietética.