Como combater a Síndrome da Falsa Esperança

De acordo com pesquisa realizada pela Universidade de Toronto, no Canadá, somos tomados pela Síndrome da Falsa Esperança.

Toda vez que estabelecemos metas impossíveis para nós mesmos e, em seguida, ficamos desproporcionalmente frustrados quando falhamos.

Mas como sair do viver do automático, do modo apagador de incêndio, e ir para o que eu transformo meus sonhos e ambições em realidade?

Síndrome da Falsa Esperança: Os gatilhos

“A resposta é simples, mas não é fácil: fugir das distrações. E são elas: redes sociais, jogos – sejam eles para celular ou online – a fofoquinha no corredor do escritório ou o cobertor e sofá deliciosos do home office te chamando para assistir uma série.

Tudo isso é gatilho para nos tornar uma vítima de interrupções e distrações no trabalho e na vida”, pontua Michel Helal, especialista em produtividade com mais de 700 alunos ao redor do mundo.

Ainda de acordo com Helal, que também é autor do livro ‘Quem agradece não reclama: Os segredos do Mindset de Sucesso’, essas válvulas de escape são atrativas porque a sociedade hoje é pautada no prazer imediato. “As pessoas ficaram mal acostumadas e viciadas em ter bônus express.

Para sair de onde se está e ir para outro patamar é preciso disciplina para fazer o que precisa ser feito mesmo que você não queira fazer. Primeiro, o dever. Depois, a recompensa!”, explica.

E para aqueles que desejam romper com o ciclo da Síndrome da Falsa Esperança, o especialista dá sete passos para ser tornar mais produtivo e alcançar seus sonhos:

Síndrome da Falsa Esperança: Compromisso pessoal

Segundo pesquisa realizada pela SLAC® Coaching – Sociedade Latino Americana de Coaching-, menos de 8% dos brasileiros conseguem cumprir as metas estabelecidas em sua totalidade.

Por isso é importante você mapear quais metas estão alinhadas ao seu propósito de vida para que possa tirá-las do mundo dos sonhos e transformá-las em realidade.

Síndrome da Falsa Esperança: Evite ser  multitarefa

Ao contrário do que se imagina, alternar entre as atividades ao invés de focar em cada uma delas individualmente gasta 40% de tempo a mais. E quem averiguou isso foi a pesquisa realizada pela American Psychological Association.

Então seja monotemático, determine suas prioridades e aloque tempo suficiente para cada tarefa. Dessa forma, você pode trabalhar no que é importante primeiro e ter tempo suficiente para concluir o resto de suas tarefas.

Síndrome da Falsa Esperança: Desative as notificações do seu celular 

Ou desligue seu telefone durante o horário de trabalho para evitar verificá-lo o tempo todo. O mesmo se aplica ao seu computador se tiver ativada as notificações na área de trabalho.

Síndrome da Falsa Esperança: Gerenciar interrupções

Existem certas interrupções no home office ou no escritório que são inevitáveis, como aquela pausa para cozinhar,  seu gerente solicitando uma (vídeo)reunião rápida ou um colega pedindo ajuda.

Para lidar com isso, sua melhor abordagem é informar as pessoas ao seu redor sobre sua necessidade de foco. Ative seu status como “ocupado/indisponível” em seu aplicativo de chat de trabalho e avise para seus familiares que está desenvolvendo uma atividade importante.

Ao prever e ter um plano em vigor para gerenciá-los, isso minimizará suas chances de ser afetado por interrupções.

Síndrome da Falsa Esperança: Não procrastine o que é chato

Todos nós temos essa tarefa grande e importante que não queremos fazer, mas sabemos que temos que fazer porque ela tem a maior consequência se não a concluirmos. Então que ela seja a primeira função do seu dia!

Síndrome da Falsa Esperança: Faça pausas

Elas são essenciais para manter a produtividade no trabalho. Trabalhar na frente de um computador pode levar a um estilo de vida sedentário, o que pode aumentar o risco de doenças cardíacas, diabetes e obesidade. Mesmo um micro-break de 30 segundos pode aumentar seus níveis de produtividade em até 30%.

Síndrome da Falsa Esperança: Beba água

Embora saibamos que devemos, é fácil esquecer de beber bastante água durante o dia de trabalho. Muitos de nós recorremos ao chá ou ao café porque a cafeína nos mantém vivos. No entanto, assim como nos intervalos, beber água é essencial para manter os níveis de produtividade no trabalho.

Não beber água suficiente pode causar desidratação e também dores de cabeça, cansaço e ganho de peso. Uma boa dica para evitar a desidratação é manter uma garrafa de água em sua mesa, pois ela pode servir como um lembrete para beber água constantemente.

Síndrome da Falsa Esperança: Ombro Amigo

Michel Helal

E para quem precisa de ajuda extra para mudar padrões comportamentais, Michel Helal oferece gratuitamente, todas às terças-feiras, às 19h, a consultoria online “Produtividade, Disciplina e Foco”, na qual, por uma hora, dá dicas e tira dúvidas de como eleger o que é prioridade e tomar melhores decisões para a vida pessoal, carreira e negócio.

Os interessados podem se inscrever em: https://www.michelhelal.com/consultoriaaovivo.

Leia também – Síndrome de Burnout: como lidar com o estresse no ambiente de trabalho?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui