Como cuidar da saúde mental no lockdown

como não surtar

Especialista dá dicas para cuidar da saúde mental e  como não surtar nos dias de isolamento total.

Tão importante quanto cuidar da saúde do corpo durante a pandemia, é redobrar os cuidados com a mente.

Segundo a psicóloga, coach executive e diretora de Diversidade e Inclusão da Duomo Aprendizagem Corporativa, Mari Martins, nos dias de lockdown, nosso emocional tende a ruir pela ansiedade exacerbada e medo do desconhecido, tristeza desânimo.

“É normal que nestes dias as pessoas se sintam um pouco mais agitadas que o normal, porque há o medo do vírus, somado com o medo pela perda da renda, a incerteza do retorno à normalidade, tudo isso nos deixa fora do prumo mesmo”, explica Mari, que também é especialista em psicologia positiva e cognitiva.

A profissional dá algumas dicas para manter a saúde mental em dia nos dias de lockdown.

Como não surtar: Dica 1.

Pratique atividade física. “A endorfina liberada durante o exercício é um antidepressivo natural. Então correr na rua, caminhar, fazer aulas pela internet na sala de casa, tudo isso ajuda a manter a mente em equilíbrio”, diz;

Como não surtar: Dica 2.

Cuidado com excesso de informação. “Reserve uma parte do dia para ler, ouvir ou assistir às notícias, até porque é imprescindível ficar atualizado, mas reserve um tempo deixá-las de lado e assistir a uma série, por exemplo”;

Como não surtar: Dica 3.

Cuide do sono. “Tão importante quanto atividade física, é o descanso. Então durma bem, evite preocupações na hora de dormir, evite café após 16h, tudo isso ajuda a ter um sono em paz”, conta a especialista;

Como não surtar: Dica 4.

Medite! “Hoje em dia temos tantos aplicativos de meditação e tantos podcasts. Escolha um que mais te agrada e pratique ao menos cinco minutos por dia”;

Como não surtar: Dica 5.

Agradeça as coisas boas. “O poder da gratidão é cientificamente comprovado. Então veja o lado bom da vida, agradeça por sua saúde, por ter comida na mesa, pela família e amigos. No final, vemos que temos mais a agradecer do que a reclamar”;

Como não surtar: Dica 6.

Ligue para amigos e parentes. “Faça chamada de vídeo, reserve um momento para aproximar das pessoas que ama, mesmo de longe. Isso fortalece o nosso coração”;

Como não surtar: Dica 7.

Organize-se! “Uma rotina organizada, mesmo em tempos de lockdown, diminui a ansiedade. Ver uma lista de tarefas inteira completa no término do dia, dá paz de espírito, não?”, questiona a profissional;

Como não surtar: Dica 8.

Alimente-se bem. “Coma de forma saudável, uma dieta rica em frutas e verduras são ótimas para o humor. Além disso, evite álcool e cigarro – eles aumentam a ansiedade e potencializam nossos transtornos da mente”;

Como não surtar: Dica 9.

Procure ajuda! “É importante ter autocuidado e respeito a si, a ponto de assumir: eu preciso de ajuda. Hoje em dia, com a telemedicina, tem muitos médicos e psicólogos atendendo online. Recorra a um profissional, porque eles estão prontos a te ajudar”, finaliza.

Mari Martins ainda frisa: “todos os momentos bons e ruins passam. Então tudo vai passar e o cuidado que se tem consigo mesmo neste período irá te preparar para a próxima fase da vida.”

Leia também – Autocuidado na quarentena: a importância da saúde mental.

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Criamos um grupo do Telegram – Time PraCarreiras – com o objetivo de trazer conteúdo extra para a sua recolocação no mercado de trabalho. 

No grupo, você vai receber dicas sobre currículo, LinkedIn, carta de apresentação e entrevista de emprego, vídeos e áudios explicativos, PDFs de livros, algumas reflexões, conteúdos motivacionais, etc. 

A ideia é ajudar profissionais com estratégias para a sua recolocação no mercado de trabalho. 

Para participar, basta clicar nesse link.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui