O peso do inglês no seu salário e como aprimorar o idioma

importancia do ingles no mercado de trabalho

Pesquisas indicam que salários podem ser 61% mais altos pela fluência do idioma. Entenda aqui a importância do inglês no mercado de trabalho e como aperfeiçoá-lo.

Uma pesquisa da Catho concluiu que um profissional brasileiro com fluência no inglês pode ter o salário até 61% maior do que alguém sem esse domínio.

A pesquisa explicou que nos cargos de coordenação, um profissional que fala inglês pode ganhar até 61% a mais do que outro que tenha apenas conhecimentos básicos de inglês. Já nos cargos de diretoria, a diferença salarial é de até 56%. Veja tabela:

Nível hierárquico% de ganho salarial com inglês fluente
Gerente/diretor/presidente56%
Supervisor/coordenador/líder/encarregado61%
Profissional especialista/graduado32%
Analista20%
Profissional especialista técnico27%
Assistente/auxiliar38%
Operacional26%
Trainee/estagiário/aprendiz40%

Fonte: pesquisa Catho

Importância do inglês no mercado de trabalho: busca por cursos aumenta 15% na pandemia

Para muitos especialistas em carreiras, o isolamento social trouxe uma mudança radical no mercado de trabalho, além de ter ampliado a vontade de muitos a conhecer novos lugares e ter novas experiências. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), só em maio, 19 milhões de pessoas foram afastadas dos seus postos de trabalhos e 8,7 milhões de pessoas estão em home office.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Booking.com 67% dos jovens, entre 16 e 24 anos, acreditam que as viagens são o melhor investimento. Os mais de 21 mil entrevistados, de 29 países, incluindo o Brasil, também apontam que estão interessados em trabalhos que os permitam vivenciar outras culturas (71%).
Para Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, o mercado ficou competitivo e as novas vagas pós pandemia vão exigir mais das pessoas, daí a importância do inglês no mercado de trabalho para conquistar sua recolocação.
“Nós tivemos um aumento de 15% na procura pelos nossos cursos, durante este período de pandemia, além disso vimos uma crescente na busca pelo curso por jovens na faixa etária da pesquisa da booking”, frisa Leiza Oliveira, CEO da rede.

Importância do inglês no mercado de trabalho: como aprimorar o idioma

Pensando nisso, Leiza Oliveira, especialista em educação e CEO da Minds Idiomas, lista 4 dicas do porquê estudar inglês na pandemia:

• Aproveite o seu tempo em casa

Muitos estão com o tempo livre e/ou diminuíram suas cargas de trabalho, uma boa hora para aproveitar e se dedicar ao aprendizado do idioma. O online ganhou força e está mais preparado para o suporte com os alunos. As empresas de educacão investiram em educação.

• Melhore o seu currículo

Atualize o seu currículo e melhore as chances para angariar um novo trabalho, crie networking internacionais e se mostre no mercado. E para isso, aprender o inglês se tornou primordial. Recentemente a Catho fez uma análise com 13 mil candidatos e constatou que os salários mais altos eram de pessoas que dominavam o inglês e tinham vivência no exterior. Além disso, em 10 anos todas as vagas de empregos vão exigir o inglês, ressalta um levantamento da Infomoney.

• Ganhe mais

Ainda segundo a Catho, profissionais com fluência no inglês ganham até 61% a mais que os demais profissionais. Há muitas vagas que não são preenchidas justamente pela falta de qualificação e dentre elas se destaca o inglês, que só é falado por cerca de 5% da população brasileira, segundo a revista Exame.

• Amplie os horizontes

Hoje mais que nunca, a vivência internacional é um destaque. Pois, morar fora permite que a pessoa tenha experiência em se adaptar a situações diversas, como uma nova cultura, uma nova língua e uma nova rede de contatos. Além de agregar muito para a diversidade da empresa que você escolher atuar.

Importância do inglês no mercado de trabalho: como se sair bem em uma conferência em inglês?

Reuniões a distância estão mais comuns do que nunca. Siga esse passo a passo para ter um bom desempenho.

Reuniões a distância já aconteciam com uma certa frequência, e com a pandemia do novo coronavírus se tornaram a norma. Provavelmente, é um hábito que veio para ficar, junto com o home office, que será mais amplamente aceito. E esse é mais um dos motivos que explicam a importância do inglês no mercado de trabalho.
Um estudo feito por um professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta que o trabalho remoto deve crescer 30% após a crise da Covid-19.
Você está preparado para as conference calls? Em certas ocasiões, elas podem ser em inglês, a depender do interlocutor – uma entrevista de emprego em uma multinacional, uma reunião com um parceiro de negócio de fora do país, o processo de admissão em uma faculdade do exterior, etc.
Quer uma ajudinha? O CNA preparou cinco dicas para um bom desempenho em reuniões a distância.

• Conheça o conteúdo que será discutido

Antes da conferência, procure se familiarizar com o conteúdo que será abordado. Faça uma lista com os tópicos relevantes, palavras-chave e vocabulário da área, pois isso deixará seu ouvido mais atento e facilitará a compreensão da pauta.

• Levante informações

Antes da reunião, se possível, converse com quem já fez teleconferências do mesmo tipo ou com as mesmas pessoas. Talvez surja alguma informação valiosa. Conhecer a nacionalidade dos participantes pode ajudar na preparação com sotaques específicos de falantes nativos ou não.

• Saiba o grau de formalidade do encontro

As teleconferências em inglês tendem a ser formais, por isso é importante adequar o uso da língua à formalidade que a situação pede. Ao invés de dizer “I don’t agree with you…” (Eu não concordo com você…), por exemplo, o melhor é dizer “I see your point, but I’d like to add that…” (Entendo seu ponto de vista, mas gostaria de acrescentar que…). Lembre-se de que a gentileza ao falar pode ser fator importante para o seu bom desempenho.

• Ouça e peça que repitam

Escute atentamente o que os demais participantes dizem e não tenha vergonha de pedir que repitam algo que você não tenha compreendido bem. Expressões como “Sorry, would you mind repeating that, please?” (Desculpe, você poderia repetir, por favor?) ou “I’m sorry. I’m not sure I got your point”. (Desculpe, acho que não entendi o que disse.) ou “Could you explain that again, please?” (Você pode explicar novamente, por favor?) podem ser utilizadas de maneira delicada, e definitivamente não depõem contra seu nível de inglês.

• Peça a palavra e recapitule o que foi dito pelos demais participantes

Inicie sua fala recapitulando o que foi dito anteriormente, pois isso ajuda a organizar o pensamento e a confirmar o entendimento do que foi abordado. Utilize expressões como “According to what our manager said, the…” (De acordo com o que disse nosso gerente…) ou “Still thinking of what we’ve discussed, I suggest…” (Ainda considerando o que já discutimos, sugiro que…)