Os 07 livros que serviram de aprendizado durante minha jornada como CMO

Livros de aprendizado

Os 07 livros que serviram de aprendizado durante minha jornada como CMO, esse é o tema do artigo de hoje escrito por Marcelo Trevisani – Chief Marketing Officer (CMO).

Acredito piamente que o caminho em busca de conhecimento nos transforma e nos inspira a sermos sempre melhor.

E nessa minha jornada, me deparei com inúmeros livros que, pouco a pouco, transformaram o meu olhar e minhas referências, construindo o profissional e a pessoa que sou hoje.

Entre eles, destaco neste artigo 07 títulos que trazem cases que alcançaram significativos impactos de negócios a partir de métodos ágeis e que me ensinaram importantes insights sobre temas tão relevantes como inovação e liderança. São eles:

Livros de aprendizado: 1. Managing for Learning: Using the A3 management process to solve problems, gain agreement, mentor and lead, 2008, John Shook

O autor John Shook apresenta um mentor que desafia seu aprendiz a muito além do que resolver um problema, entender a sua origem para que ele não volte a acontecer.

Com suas orientações – e baseados nos diferentes pontos de vista apresentados por ambos – constroem juntos uma abordagem A3 para resolver a questão e mostra como o método ajuda a promover a melhoria contínua dos processos e a desenhar o planejamento estratégico das companhias.

Atualmente, essa ferramenta tem papel fundamental na transformação digital, pois ajuda a construir e sustentar um formato de trabalho colaborativo com entrega ágil e foco no consumidor, promovendo a mudança do mindset da organização em relação aos problemas e auxiliando na implementação de uma operação verdadeiramente digital, capaz de gerar resultados positivos para o negócio.

Livros de aprendizado: 2.The Lean Turnaround: How Business Leaders Use Lean Principles to Create Value and Transform Their Company, 2012, Art Byrne.

O autor Art Byrne, com 30 anos de experiência em Lean (filosofia de gestão com capacidade de transformar profundamente empresas de qualquer setor da economia) apresenta histórias e exemplos reais de empresas que utilizaram os princípios Lean para gestão de seus negócios e transformação das organizações.

Para aplicar o Lean, as organizações tradicionais devem abandonar antigos modelos e usar novos métodos e tecnologias a seu favor. Com o avanço rápido do digital no mundo dos negócios, é urgente que as empresas tenham times capazes de pensar e desenvolver ofertas de alto valor para os clientes e que gerem impactos positivos para o negócio de forma rápida e contínua.

Livros de aprendizado: 3. The Lean Startup: How Today’s Entrepreneurs Use Continuous Innovation to Create Radically Successful Businesses, 2011, Eric Ries

Neste primeiro livro, o empreendedor e fundador do movimento Lean Startup, Eric Ries, utiliza seu fracasso como exemplo para apresentar uma nova abordagem empresarial de sucesso usando o Lean combinado com ideias de marketing, tecnologia e gestão para criar a inovação contínua e a construção de negócios rápidos e enxutos.

Livros de aprendizado: 4. The Startup Way: How Modern Companies Use Entrepreneurial Management to Transform Culture and Drive Long-Term Growth, 2017, Eric Ries.

Na sequência de sua obra de esclarecimento do Lean, Eric Ries apresenta um manual para as empresas se transformarem e crescerem inspiradas nas estratégias de startups. Imprescindível para quem quer entender essa nova realidade.

As startups são empresas que já nascem digitais e focam as suas operações em ter flexibilidade e agilidade para descobrir e atender continuamente as reais necessidades e desejos dos clientes.

Nesta nova era, o importante é colocar o poder nas mãos dos clientes, não mais focar no produto. No centro destas operações, de acordo com Ries, está a máxima “pense grande, comece pequeno e, depois, gere escala”.

Para resolver as dores dos clientes é preciso gerar estratégias baseadas em hipóteses de como gerar valor e construir esse produto dentro do looping: measure > data > learn > ideas > build > product, ou seja, mensurar> dados> aprender> ideias> construir> produto

Livros de aprendizado: 5. UnLearning: Let Go of Past Success to Achieve Extraordinary Results, 2018, Barry O’Reilly.

Com uma escrita leve que intercala histórias bem-humoradas e cases reais, Barry O’Reilly ensina os três passos para conseguir resultados extraordinários: desaprender, reaprender e quebrar novos hábitos.

O livro tem um interessante link com o Lean, já que a metodologia tem como princípio fundamental a busca pela melhoria contínua, a quebra de velhos paradigmas e a absorção do novo.

Ou seja, a obra mostra que é necessário incorporar o mindset de aprendizado contínuo, modificar práticas do dia a dia para, então, absorver novos modelos que permitam descobrir maneiras inovadoras de entregar valor para o consumidor e gerar impactos reais para o negócio.

Livros de aprendizado: 6. Blitzscaling: The Lightning-Fast Path to Building Massively Valuable Companies, 2018, Reid Hoffman, Chris Yeh.

A partir desta leitura, pude me aprofundar no blitzscaling, ou seja, o conceito criado por Reid Hoffman, fundador do LinkedIn, para se referir a um processo pelo qual passam empresas que desejam alcançar escala global em pouco tempo.

Na obra, Reid Hoffman e Chris Yeh formataram o conceito que reúne um conjunto de técnicas para crescer com a velocidade que os novos tempos exigem. Basicamente o livro aborda a tática de guerra alemã, “blitzkrieg” ou guerra-relâmpago, usada para destruir seus inimigos com ataques rápidos e inesperados.

No mundo digital, agir rápido é essencial para não espaço para que a concorrência cresça. Na China, por exemplo, o mindset da maioria dos executivos é “estamos em guerra”, como os autores sugerem.

A velocidade é a palavra e ordem dos novos tempos e deve ser aplicada em todos os níveis da organização, principalmente no que tange a apresentar novos produtos e testá-los com os consumidores.

Livros de aprendizado: 7. Measure what matters: How Google, Bono, and the Gates Foundation Rock the World with OKRs, 2018, John Doerr

John Doerr, famoso capitalista de risco, utiliza o exemplo das gigantes do mercado para ensinar como ser um profissional melhor para a sua empresa. Ótimo para visualizar os conceitos de Objectives and Key Results (OKRs), que ele criou em 1999, o método adotado pelo Google desde o início de suas operações e, cada vez mais, se faz presente nas organizações.

Sua aplicação vai de encontro a necessidade de agilidade e transformações rápidas que o ambiente digital pede. Planejamentos anuais?

Isto não é mais efetivo na era da vulnerabilidade e as OKRs sugerem exatamente o contrário deste modelo tradicional de operação: planejar por períodos curtos de, preferencialmente, três meses, com 5 objetivos qualitativos (essas KPIs devem ser mais aspiracionais, ousadas e devem compor o objetivo máximo que a empresa está mirando em longo prazo).

Para cada um desses objetivos, é importante definir 4 a 5 resultados chaves, que são quantitativos e devem ser mensuráveis. Para começar, a empresa deve reunir o seu time, estabelecer um horizonte trimestral e, à luz de seus objetivos como área e corporativos, realizar uma reflexão e discussão conjunta para definir os passos que devem ser dados e as metas a serem atingidas.

Esses livros, estou certo, vão te ajudar a ter mais insumos, mais opções de ferramentas para vencer os desafios de sua jornada como líder e agentes na construção do sucesso da sua empresa. Porém, devo dizer que mais do que simplesmente absorver a teoria, será necessário aplicar os aprendizados na prática, portanto, mãos à obra!

Livros de aprendizado: Marcelo Trevisani 

Com mais de 20 anos de experiência como profissional nas áreas de Digital Marketing, Transformação Digital, Inovação, Chief Marketing Officer, é considerado um dos nomes mais relevantes da área.

Participou de grandes cases de Marketing Digital do Brasil para empresas como Tecnisa, BRF, Itaú, Coca-Cola, Nestlé e Vivo, além de ter sido finalista e vencedor em prêmios como Caboré 2017 e CMO 2019, respectivamente.

Atualmente, como Chief Marketing Officer, embasa seu trabalho em 3 pilares: Marketing – pelo foco no consumidor, Growth – pelo foco em crescimento de negócio e Marketing Digital e Growth Hacking – como facilitadora de trabalhos.

Foi criador e professor do primeiro curso de pós-graduação em Marketing Digital do Brasil, além de professor de MBAs e Pós-Graduações por mais de 10 anos em instituições como ESPM, FGV Business School e FIAP.

Também é palestrante em eventos relacionados à Nova Economia, Transformação Digital, Marketing Digital e Growth Hacking em locais como ESPM, Endeavor, CUBO Itaú, SEBRAE, Digitalks, Casa Digital, ProXXima, Social Media Week, In Companies entre outros.

Leia também – Janeiro Branco: 5 Livros sobre saúde mental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui