Os cinco princípios do método OKR

Método OKR

Os cinco princípios do método OKR, esse é o tema do artigo de hoje, escrito por Pedro Signorelli.

Especialista aponta os principais pontos para que a gestão por OKR funcione bem em empresas de todos os portes.

A maioria acha que é só mais um método a ser implementado, “ah, é semelhante a gestão bla bla bla”, “isso é a mesma coisa que x, só que com outro nome”, ou pior, há quem ache que isso é só mais uma modinha. Na verdade, trata-se de algo que veio para ficar.

Para que os OKRs – Objectives and Key Results – possam funcionar bem são necessárias mudanças culturais na gestão das empresas, que não acontecem da noite para o dia.

Pensando nisso, tiramos algumas dúvidas sobre a aplicação da metodologia na prática com o especialista e “insider” na implementação de OKR, Pedro Signorelli, da Pragmática Consultoria em Gestão .

De acordo com o especialista, um planejamento baseado em OKRs permite a avaliação constante de resultados e de objetivos em ciclos mais curtos. Em um contexto de volatilidade maior, como o atual, nos permite fazer adaptações que vão nos levar ao sucesso.

“Momentos de crise costumam ser um balde cheio de oportunidades para rever estratégias e processos que não funcionam mais como, por exemplo, passar meses definindo metas que, na metade do percurso, não farão mais sentido, pois o cenário mudou totalmente. É aí que entra a aplicação da metodologia” explica Pedro.

Método OKR: Os cincos princípios do método OKR, segundo Signorelli

Transparência: os OKRs precisam ser transparentes porque todos envolvidos na execução da estratégia da empresa precisam saber quais são os objetivos da organização e remar na mesma direção. As mensagens precisam ser claras e assertivas para todo o time para que a comunicação seja eficaz.

Método OKR: Ciclos curtos

Os OKRs são elaborados para serem atingidos em períodos curtos, tipicamente três meses. São revisitados e ajustados periodicamente, podendo ser alterados caso seja necessário adequar-se a um novo direcionamento.

Método OKR: Bidirecional

A execução da estratégia não é definida apenas pela direção da empresa. Os demais colaboradores também têm participação no processo de construção das metas.

Método OKR: Disciplina

Depois que os OKRs são definidos é fundamental que sejam colocados em prática e que se mantenha a disciplina de acompanhamento das metas traçadas.

Método OKR: Ambição

Os OKRs normalmente envolvem metas ambiciosas com vistas à transformação do negócio.

“É preciso entender que a gestão por OKR é cada vez mais uma opção acertada na administração nos tempos atuais, seja pela natural rapidez com que as coisas mudam, acelerada pelas novas tecnologias, que abrem novas possibilidades constantemente em todos os segmentos e, não tem como não citar, pela pandemia, que vem impondo ajustes constantes nos planos de negócios”, comenta Pedro Signorelli.

Método OKR: Sobre Pedro Signorelli

Com 20 anos de experiência no mercado corporativo, Pedro Signorelli tornou-se especialista na implementação do método OKR e, em 2019, criou e fundou a Pragmática Consultoria em Gestão, com o objetivo de ajudar outras organizações em suas jornadas de transformação e gestão.

Nos últimos seis anos, atuou no segmento de Telecomunicações em importantes players como a Nextel, na qual fez parte de um dos maiores processos de transformação empresarial do País. Por meio da implementação do método OKRs permitiu construir um framework de uma organização engajada, que maximiza resultados e que aprende, adaptável conforme o cenário.

A partir destas experiências, o especialista tem o propósito de desenvolver a mentalidade das pessoas e apoiá-las no seu desenvolvimento individual, na criação e adaptação de processos e sistemas de gestão dos times, das organizações a que pertencem desde colaboradores até o alto escalão, ao levar a todos o uso de ferramentas, treinamentos e consultoria em todo o projeto de um OKR com eficiência. Mais informações acesse: https://www.gestaopragmatica.com.br/.

Leia também – Futuro do trabalho: transformação digital do RH e engajamento dos colaboradores: um desafio possível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui