Google search engine
InícioComportamentalTelavita aponta 5 dicas para que os líderes apoiem a saúde mental...

Telavita aponta 5 dicas para que os líderes apoiem a saúde mental dos colaboradores

De acordo com pesquisas recentes, 42% dos funcionários globais experimentaram um declínio na saúde mental desde o início da pandemia.

Estamos vivendo em tempos incertos. Entre as perguntas sobre a reabertura econômica e as consequências da pandemia, não sabemos o que virá a seguir. E isso está afetando nossa saúde mental, inclusive no trabalho.

Vimos um impacto no início da pandemia. No final de março e início de abril a Mind Share Partners realizou um estudo de funcionários globais em parceria com a Qualtrics e a SAP. Verificou-se que a saúde mental de quase 42% dos entrevistados havia diminuído desde o início do surto. Muito tem sido dito sobre esse impacto na saúde mental a curto prazo, porém os efeitos a longo prazo provavelmente serão ainda mais abrangentes.

Apoio a saúde mental: antes da pandemia

Antes da pandemia, muitas empresas haviam aumentado seu foco na saúde mental no local de trabalho. Entretanto, esses esforços precisam ser ainda mais imperativos hoje.

À medida que navegamos em várias transições nos próximos meses e anos, os líderes verão os seus funcionários lutando contra ansiedade, depressão, burnout e trauma. Então, o que gestores podem fazer para apoiar as pessoas à medida que enfrentam novos estressores, preocupações com a segurança e convulsões econômicas? Segundo Milene Rosenthal, psicóloga, co-fundadora da Telavita, o caminho pode seguir pelas dicas abaixo.

Mesmo nos tempos mais incertos, o papel de um gestor ou líder permanece o mesmo: apoiar os membros da sua equipe. Isso inclui apoiar sua saúde mental. A boa notícia é que muitas das ferramentas que você precisa usar são as mesmas que fazem de você um gerente eficaz.

Apoio a saúde mental: seja vunerável

Um lado bom da pandemia é que ela está normalizando os desafios de saúde mental. Quase todo mundo já experimentou algum nível de desconforto. Mas a universalidade da experiência se traduzirá em uma diminuição do estigma apenas se as pessoas, especialmente as pessoas no poder, compartilharem suas experiências. Ser honesto sobre suas lutas de saúde mental como líder abre as portas para que os funcionários se sintam confortáveis para falar com você sobre os desafios de saúde mental.

Apoio a saúde mental: tenha comportamentos saudáveis

Não basta dizer que você apoia a saúde mental. Tenha atitudes nesse sentido para que os membros da sua equipe sintam que podem priorizar o autocuidado e estabelecer limites. Na maioria das vezes, os gestores estão tão focados no bem-estar de sua equipe e no trabalho que esquecem de cuidar de si mesmos. Compartilhe que você está dando uma caminhada no meio do dia, tendo uma consulta terapêutica, ou tirando um tempo para você (e realmente se desconectando de e-mail e mensagens) para que você não se queime.

Apoio a saúde mental: construa uma cultura de conexão através de check-ins

Entrar em contato e verificar se todos os membros de sua equipe estão bem regularmente é mais crítico do que nunca. Isso já era importante, mas muitas vezes subutilizado em dias pré-pandemias. Agora, com tantas pessoas trabalhando em casa, pode ser ainda mais difícil notar os sinais de que alguém está com problemas. “Vá além de um simples ‘Como você está?’’ e faça perguntas específicas sobre quais auxílios seriam úteis. Espere a resposta completa. Realmente ouça, e encoraje perguntas e preocupações. Claro, tenha cuidado para não ser arrogante; isso poderia sinalizar uma falta de confiança ou um desejo de microgerenciar’, afirma Milene.

Apoio a saúde mental: ofereça flexibilidade e seja inclusivo

As necessidades de sua equipe e suas próprias necessidades continuarão a mudar. Portanto, faça os check-ins mencionados acima regularmente – especialmente em pontos de transição. Você pode ajudar a resolver quaisquer problemas que surgem apenas se você souber o que está acontecendo. Essas conversas também lhe darão a oportunidade de reiterar normas e práticas que apoiam a saúde mental. Flexibilidade inclusiva é sobre comunicação proativa e definição de normas que ajudam as pessoas a saber seus próprios limites.

Apoio a saúde mental: comunique-se mais

Certifique-se de manter sua equipe informada sobre quaisquer alterações ou atualizações organizacionais. Esclareça questões sobre horas de trabalho e normas modificadas. Remova o estresse sempre que possível, estabelecendo expectativas sobre cargas de trabalho, priorizando o que deve ser feito e reconhecendo o que pode deslizar se necessário.

Peça aos membros da equipe que sejam pacientes e compreensivos uns com os outros à medida que se adaptam. Confie neles e espere o melhor. Eles estão confiando em você e se lembrarão de como você os tratou durante este tempo sem precedentes.

“O mercado de trabalho e as interações profissionais mudaram de maneiras nunca antes vistas. Vamos usar essa oportunidade para criar as culturas de local de trabalho mentalmente saudáveis que deveriam ter existido o tempo todo”, completa Milene.

O PraCarreiras e a mentoria de carreiras

O PraCarreiras também faz uma mentoria de carreira, com preparação de currículo, LinkedIn, dinâmica de grupo e ensaio de entrevista de emprego.

Oferecemos soluções completas para que o profissional se posicione de forma adequada nos processos seletivos.

Para conhecer mais sobre os tipos de mentoria de carreira, clique aqui!

Acompanha a gente no Instagram.

Conheça todas as Soluções do PraCarreiras.

Quer falar com a gente? Entre em contato no nosso WhatssApp.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

luiz orivan boccalletti junior on Análise de currículo grátis – Sorteio 2020
Amanda Galhardo on Fui demitido, e agora? Confira
Ana Carolina Okubo on Como montar um currículum vencedor?
Carlos Eduardo on Fui demitido, e agora? Confira
Fale com o PraCarreiras