Google search engine
InícioMercado de TrabalhoMais de 12 mil entregadores já se inscreveram no curso de capacitação...

Mais de 12 mil entregadores já se inscreveram no curso de capacitação do iFood e SESI -SP

Desde o lançamento, mais de 600 participantes completaram o curso Ifood com capacitação profissional.

Temas como organização e gestão do tempo, segurança no trânsito e manutenção do equipamento de trabalho são abordados.

O iFood disponibiliza em sua plataforma o curso de capacitação criado em parceria com o SESI- SP para todo Brasil.

Desde o dia 2 de setembro, mais de 12 600 entregadores se inscreveram e 600 entregadores já concluíram todas as trilhas de conhecimento.

O curso é totalmente gratuito e tem como objetivo oferecer oportunidade de capacitação que vai além do dia a dia do profissional e que desenvolve habilidades pessoais.

O material está disponível no aplicativo do iFood para Entregadores com conteúdos em um formato amigável e pode ser acessado via smartphone ou website.

Curso Ifood: As trilhas de aprendizagem

Foram divididas em quatro módulos: Sociedade, Desenvolvimento Pessoal, Responsabilidade no Trânsito e Equipamento de Trabalho. Os conteúdos incluem temáticas para o dia a dia do profissional como organização e planejamento, além de pessoais, sobre finanças pessoais, tomada de decisão e orientações para vida saudável.

Além disso, há outros dois módulos que endereçam a área de atuação dos entregadores e trazem conteúdos sobre trânsito seguro e direção defensiva, primeiros socorros, EPIs (equipamento de proteção individual) e manutenção da moto.

Todo o material fica em uma plataforma de ensino à distância, o que possibilita que os entregadores que atuam nas mais de 1000 cidades onde o iFood opera possam assistir às aulas, de forma prática, e via smartphone ou website.

Curso Ifood: Acesso ao material personalizado

Com o curso, os parceiros cadastrados e os que serão ativados terão acesso a um material totalmente personalizado e vão poder desenvolver novas habilidades. Para receber o certificado do SESI-SP, os entregadores precisam finalizar os módulos e completar o quiz com, pelo menos, 70% de aproveitamento.

Curso Ifood: Ações com foco no entregador

Nos últimos meses, a empresa destinou mais de 33 milhões em medidas na proteção durante a pandemia.

Desde abril, foram distribuídos mais de 1,3 milhões de itens de proteção para entregadores e aqueles que não podem retirar o kit, recebem um valor de R﹩30,00 mensalmente para compra dos materiais.

O iFood mantém os fundos de auxílio para entregadores afastados por serem de grupos de risco ou por apresentarem sintomas da doença.

Além disso, a empresa disponibilizou gratuitamente de um plano de vantagens em serviços de saúde AVUS para todos os profissionais de entrega cadastrados em sua plataforma; seguro de vida e a ampliação do Delivery de Vantagens, programa de benefícios exclusivo com descontos em serviços e produtos, para todo o território nacional.

Segundo um levantamento nacional realizado pelo IBOPE, entre os dias 17 e 18 de julho, com 1 000 entregadores de todas as regiões do país, 64% apontaram iFood como o melhor app para fazer entregas com relação às demais empresa do setor. 55% dos entrevistados também escolheram o iFood como o aplicativo que oferece os melhores benefícios à categoria.

Curso Ifood: Sobre iFood

A iFood é uma das foodtechs mais inovadoras do mundo e líder em food delivery na América Latina, com mais de 39 milhões de pedidos mensais no Brasil, mais de 200.000 restaurantes em mais de 1.000 cidades.

A empresa brasileira usa inteligência de negócios e soluções de gestão para restaurantes parceiros e entregadores para proporcionar a melhor experiência aos consumidores.

O iFood tem investidores importantes, incluindo Movile – líder em mercados móveis, e Just Eat Takeaway, uma das maiores empresas de pedidos online de alimentos do mundo.

Leia também – Curso on-line gratuito: O que é Networking – Mitos e Verdades em Gestão de Carreiras.

Segundo o professor do curso on-line gratuito “Networking: Mitos e Verdades em Gestão de Carreiras” da FECAP, Marcos Minoru Nakatsugawa, é comum confundir o conceito de “pedir emprego” com “obter vantagem profissional”.

 

Artigos Relacionados
- Advertisment -
Google search engine

Matérias mais lidas

Fale com o PraCarreiras