Habilidades do futuro: Pensamento analítico e inovação ocupam o ranking das 5 principais habilidades no Fórum Econômico Mundial

Habilidades do futuro

Especialista comenta sobre uma das tendências e traz 5 dicas para se desenvolver as habilidades de pensamento crítico, análise e inovação.

Como já sabemos, a pandemia acelerou as transformações que já estavam acontecendo pouco a pouco no mercado de trabalho, e diante disso o relatório do Futuro do Trabalho, pelo Fórum Econômico Mundial, apontou algumas habilidades que os profissionais precisam desenvolver para acompanhar as mudanças e as novas demandas.

Rebeca Toyama, especialista em estratégia de carreira expõe as tendências e 5 dicas para auxiliar os profissionais nesta nova fase, focando no desenvolvimento das habilidades de pensamento crítico, análise e inovação.

Segundo o último Relatório Futuro do Trabalho, do Fórum Econômico Mundial (WEF), foram apontadas 15 habilidades essenciais para o futuro do trabalho, e estão no topo da lista o pensamento analítico e a inovação. Ainda destaca que o potencial de crescimento da adoção de novas tecnologias é dificultado pela escassez de habilidades e pela incapacidade para atrair o talento certo.

Habilidades do futuro: O que mostra o relatório

O relatório também mostra que a procura por qualificação de profissionais desempregados está mais direcionada às habilidades digitais como: análise de dados, ciência da computação e tecnologia da informação. Enquanto os profissionais empregados focam mais em habilidades comportamentais.

A palavra chave desse momento é a tão discutida requalificação, pois é a partir desse passo onde se consegue projetar um futuro com mais sentido, levando em consideração que nos próximos cinco anos as competências exigidas pelo mercado de trabalho mudarão, e já em 2025 de acordo com o Fórum Econômico Mundial, o tempo gasto em tarefas atuais no trabalho por humanos e máquinas será igual.

De acordo com a especialista, o relatório ainda aponta como tendência o aprendizado híbrido que mistura a oferta de treinamento por parte das empresas com outros conhecimentos por parte dos profissionais.

“O desafio das empresas em requalificar e dos profissionais em se qualificar ainda estará bastante presente em 2021. E vale mencionar que durante o ano de 2020, emergiram as habilidades de autogestão, como aprendizagem, resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade, e isto reforça descobertas anteriores sobre a importância do bem-estar para gerenciar e trabalhar remotamente.”, comenta Rebeca Toyama, especialista em estratégia de carreira.

Habilidades do futuro: E como se diferenciar?

Quando se fala em habilidades, se refere à capacidade de fazer o uso produtivo do conhecimento que se possui. E as habilidades do futuro são os diversos conhecimentos e formas de lidar com inúmeros desafios implementados na vida profissional, e até pessoal.

Como por exemplo, o cenário da pandemia de COVID-19 gerou muitos desafios, e demandou de todos uma dose elevada de análise e inovação, portanto, de forma muito intensa a habilidade de pensamento analítico e inovação foi demandada.

Segundo a especialista, para ser capaz de absorver qualquer tipo de aprendizado, o cuidado com a saúde física e mental conta muito, pois é a partir de um corpo e uma mente saudável que se consegue manifestar o melhor de cada um.

“Muitos não entendem a importância de se cuidar da saúde, ainda mais falando sobre a vida profissional, mas é a partir de uma vida saudável que o profissional consegue equilibrar produtividade e ter bem-estar. Então, é primordial cuidar da saúde física para se relacionar melhor com as emoções, para que os julgamentos cessem, pois somente assim conseguiremos aprender com nossas experiências.”, finaliza, Toyama.

São ao todo 15 novas habilidades que precisaremos desenvolver até 2025 para acompanhar o ritmo da mudança e responder aos novos desafios. E para auxiliar os profissionais neste importante passo, a especialista em estratégia de carreira, Rebeca Toyama trouxe 5 dicas para desenvolver a habilidade de pensamento crítico, análise e inovação.

Habilidades do futuro: Dica 1.

Cuide do corpo para não comprometer sua capacidade de sentir o momento presente. Uma vida equilibrada e saudável, tendo em vista a presença da tecnologia na rotina de trabalho deve ser uma meta. Ergonomia, pausas programadas, ingestão de água, sono de qualidade, adoção de uma dieta balanceada são aliados neste processo;

Habilidades do futuro: Dica 2.

Fique atento à forma como suas emoções interferem em sua análise. Para isso, planeje uma rotina e siga o planejamento. Não respeitar seu espaço pessoal leva a um estresse que prejudica o desempenho profissional;

Habilidades do futuro: Dica 3.

Entenda que sua mente não é você, e sim um instrumento poderoso e você deve aprender usá-lo a seu favor: meditação, relaxamento, yoga, mindfulness, costuma ajudar;

Habilidades do futuro: Dica 4.

Cuidado com o efeito manada e com as fakenews. Ao receber uma informação observe a intenção da fonte e procure fatos que contraponham essa versão. Isso também vale tanto para o trabalho, quanto para vida pessoal. Comentários paralelos, grupos de WhatsApp, redes sociais desconcentram e tiram o foco;

Habilidades do futuro: Dica 5.

Vá além de reproduzir informações. Desenvolva a capacidade de inovar e colaborar com seus pensamentos. Pesquise novos conteúdos, relacione temas já tratados e transforme ideias em ações.

Habilidades do futuro: Sobre Rebeca Toyama

Rebeca Toyama é fundadora da ACI que integra competências e inteligências e transforma propósitos em carreiras e negócios. Especialista em estratégia de carreira e bem-estar financeiro. Possui formações em administração, marketing e tecnologia. Especialista e mestranda em psicologia.

Atua há 20 anos como coach, mentora, palestrante, empreendedora e professora. Colaboradora do livro Tratado de psicologia transpessoal: perspectivas atuais em psicologia: Volume 2; Coaching Aceleração de Resultados e Coaching para Executivos.

Integra o corpo docente da pós-graduação da ALUBRAT (Associação Luso-Brasileira de Transpessoal), da Universidade Fenabrave, do Instituto Filantropia, e da Academia GFAI.

Leia também – 4 habilidades essenciais para se recolocar no mercado de vendas em 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui