Aprender como ser persistente no trabalho é muito importante para saber exatamente o que é preciso saber para crescer profissionalmente. Claro, você precisa estar aberto ao que aparece e não aceitar “não” como resposta. Mas também é preciso entender que existe uma forma de atingir essas metas se passar por uma pessoa insistente. 

Já comentamos, por exemplo, sobre como lidar com os recrutadores ao mandar o seu currículo por e-mail. Verdade seja dita, muitas pessoas desistem de uma vaga porque não receberam resposta, mas não ter um e-mail de volta pode significar muitas coisas. Fazer um acompanhamento de forma respeitosa e clara pode ser o diferencial necessário para o seu crescimento.

No mais, siga as dicas abaixo ter persistência e determinação no trabalho de forma efetiva. Ah, e não esqueça, saber a sua meta é o primeiro passo para entender qual caminho seguir.

Como ser persistente no trabalho:

1.Ofereça valor

Segundo a revista Fast Company, o mais importante ao fazer contatos de networking no trabalho é oferecer um valor para essas pessoas. Perguntar “se tem alguma novidade” sobre vagas ou ofertas profissionais ser visto como insistência – e beirar o indelicado. Mas oferecer valor é o que demonstra que você é alguém que as pessoas querem ter por perto.

Envie materiais que sejam interessantes para o crescimento da empresa, como um e-book sobre a área de atuação, demonstre o conhecimento que você tem adquirido sobre o setor e comece conversas. Basicamente, tenha interesse pela pessoa com quem você está conversando e dê atenção à ela.

2.Valorize o tempo do outro

Aliás, falando em interesse, preste atenção neste ponto: valorize e respeite o tempo da outra pessoa. Ser objetivo e claro no que você busca saber é essencial para demonstrar a sua persistência. 

Se alguém diz que só estará disponível para conversar no começo do próximo mês, respeite o prazo e deixe para fazer contato novamente quando o momento chegar. Se disser que tem pouco tempo para conversar, seja direto na sua pergunta ou comentário. Trabalhe com informações sucintas e claras, sempre!

3.Seja criativo

Não insista em um mesmo formato o tempo inteiro – por exemplo, apenas no contato via e-mail. Busque mais de uma forma de contato com as pessoas que você quer manter perto e que podem ajudar no seu crescimento profissional. Pense em fazer uma ligação, marcá-las em uma postagem no LinkedIn ou convidá-las para um café, se for pertinente.

4.Fique atento ao timing

O ideal é fazer um acompanhamento (ou follow up) a cada duas semanas. Caso a pessoa não responda a esse timing, diminua para uma vez por mês ou mude o texto. Aproveite também e pergunte se os contatos são ok para ela ou se ela prefere que eles parem. 

E não esqueça de manter em mente o básico do networking: não deixe para falar com os seus contatos apenas quando você precisa de trabalho. Mantenha uma conversa saudável e constante com essas pessoas, de forma que vocês criem vínculos (é a base do netweaving!).

Quer mais dicas de carreiras e de como crescer na profissão? Então, faça parte do nosso grupo no Facebook!