terça-feira, maio 11, 2021
Home Comportamental No dia Mundial do Livro contamos como os livros ajudaram os CEOs...

No dia Mundial do Livro contamos como os livros ajudaram os CEOs de grandes startups ajudou em suas trajetórias

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Livro e, para celebrar a data, preparamos uma lista com alguns dos livros preferidos dos CEOs de grandes startups, e também em como isso os ajudou em sua trajetória.

Dia Mundial do Livro: Apto

O CEO do Apto , Alex Frachetta, indica o livro Delivering Happiness, do autor Tony Hsieh. Segundo o executivo, essa leitura inspirou a cultura da própria empresa. “Tanto no livro, quanto para nós, o sucesso e a felicidade do cliente é o objetivo principal.
É o início, meio e o fim de toda a nossa operação. Baseados no livro e no autor, que faleceu recentemente, nomeamos uma sala de reuniões do Apto, para que sejamos constantemente lembrados da importância de trazer para toda a empresa, e não somente para o time de Customer Success, a obsessão em fazer sempre mais e melhor, priorizando os clientes”, explica Alex.

Dia Mundial do Livro: BizCapital

Francisco Ferreira, CEO e sócio-fundador da BizCapital , indica o livro “Empresas feitas para vencer: por que algumas empresas alcançam a excelência… e outras não”, de Jim Collins. “O autor analisa empresas vencedoras e compila as principais características que são comuns a todas elas. É um clássico para quem quer ter um negócio, e uma bíblia do empreendedorismo. Indico de olhos fechados”, afirma Francisco.

Dia Mundial do Livro: Fligoo

A indicação do Carlos Naupari, CEO da Fligoo no Brasil, é “A Regra é Não Ter Regras: A Netflix e a Cultura da Reinvenção”‘, escrito pelo Reed Hastings, fundador da Netflix. Para ele, o livro teve papel fundamental no entendimento sobre como funciona a criação de uma equipe fora de série e uma cultura forte.

“Os principais aprendizados foram: confie nas pessoas que você contrata, seja sempre honesto com seu time, procure por um feedback sincero e, por fim, faça o melhor pela organização, não procure ficar agradando os seus superiores. Esses pontos trazem liberdade e leveza ao ambiente corporativo, possibilitando um crescimento que gera melhores resultados”, afirma Carlos.

Dia Mundial do Livro: Stark Bank

Rafael Stark, CEO & Founder da Stark Bank, indica dois livros: Trillion Dollar Coach, de Bill Campbell, e Sapiens, de Yuval Noah Harari. “O primeiro traz ensinamentos práticos sobre as startups de sucesso do Vale do Silício. Aprender com os erros e acertos dos grandes torna os desafios do dia a dia mais fáceis de se resolver.
Já o Sapiens agrega uma visão extraordinária sobre comportamento humano e nossa capacidade de se reinventar e criar, que é outro ponto fundamental para quem deseja empreender”, afirma Rafael.

Dia Mundial do Livro: Vakinha

O livro “Never Split the Difference”, em português “Negocie como se sua vida dependesse disso”, escrito por Chris Voss, é a indicação do CEO do Vakinha, Luiz Felipe Gheller. Nele, o leitor aprende os cinco passos para ser bem sucedido em negociações.
“Esse é um dos livros que mais recomendo. Além de ser fácil de ler, tem dicas muito práticas sobre negociação. O conteúdo me ajudou bastante nos negócios e também nos relacionamentos da vida pessoal”, conta Gheller.

Claranet

O Livro “Empresas Feitas para Vencer”, do autor Jim Collins é a indicação de Edivaldo Rocha, CEO da Claranet CorpFlex. Nele, o leitor conhece como as grandes empresas alcançam o sucesso e como é possível criar uma trilha de qualidade duradoura, mesmo que esse caminho pareça distante. “Como transformar empresas boas em excelentes é o grande desafio de gestão, independente de qual época, momento da empresa ou cenário econômico”, diz Rocha.

Dia Mundial do Livro: NZN

Para Sobhan Daliry, CEO da NZN, o livro que mais gostou de 2020 foi o Trillion Dollar Coach, ou, em português, O coach de um trilhão de dólares: O manual de liderança do Vale do Silício, por Eric Schmidt, Jonathan Rosenberg e Alan Eagle.
O livro é sobre o Bill Campbell, um ex- técnico de futebol americano que se tornou o confidente/amigo/administrador de grandes líderes do vale do silício, dentre eles Steve Jobs. Também é escrito por dois grandes líderes que tiveram influência do Bill Campbell em sua carreira, o Eric Schmidt , ex CEO do Google, e o Jonathan Rosenberg, ex VP do Google.
Sheryl Sandberg, COO do Facebook também teve Bill como coach. “O livro é uma aula incrível de como a vida nos negócios também é uma questão de construção de relações humanas entre as pessoas. É um livro que todo líder deveria ler” Diz Sobhan.

Dia Mundial do Livro: Contraktor

Henrique Flores, CEO e Cofundador da Contraktor, plataforma de gestão de contratos e assinatura digital, escolheu o livro O lado difícil das situações difíceis, de Ben Horowitz.
Para ele, a história do escritor, que fundou o Netscape e depois o vendeu para a HP por US﹩ 1 bilhão, depositada na obra é um aprendizado. O ponto chave é que o autor fala sobre o investimento em pessoas, em produto e somente depois pensar no lucro da empresa, algo que Henrique aplica na Contraktor.
Outra citação da obra é a diferença entre um executivo, CEO e empreendedor que está à frente de uma organização pequena e um executivo de uma grande multinacional é que o líder de startup toma nove decisões por dia, enquanto o responsável por uma empresa consolidada três por semestre.

Dia Mundial do Livro: Indústria Fox

O CEO de Indústria Fox , Marcelo Souza, indica dois livros. O primeiro é o livro Gestão do Amanhã de Sandro Magaldi e José Salibi Neto, que faz um panorama sobre o mundo atual e mostra tudo que é preciso saber sobre gestão, inovação e liderança para vencer na 4ª Revolução Industrial.
E o segundo é a obra dos escritores Édouard Cukierman e Daniel Rouach, Vale de Israel, que se aprofunda em explicar como a cultura israelense cooperou para o surgimento de uma economia de alta tecnologia.

Para o CEO Marcelo Souza, esses livros são importantes pois abordam sobre novos negócios, pautados em novas ferramentas e no momento que estamos vivendo ele entende que um bom CEO investe muito em atualização.

“Li este livro no início da FindUP e isso nos ajudou a direcionar nosso pensamento em cima do sonho grande e com o midset para escalabilidade, volume, crescimento acelerado. Como o próprio Jorge Paulo Lemann diz, sonhar pequeno ou sonhar grande dá o mesmo trabalho, então por que não sonhar grande?”, comenta Fábio.

Dia Mundial do Livro: Homer

Livia Rigueiral, CEO e cofundadora do Homer , indica o livro Lean Startup – A Startup Enxuta -, de Eric Ries.
A obra traz uma análise sobre o novo modelo de negócio que vem sendo adotado no mundo todo por startups – pelo autor descritas como organizações dedicadas a se readaptar mediante condições incertas -, modelo este que tem como objetivo alavancar a taxa de sucesso das empresas de forma inovadora, sustentável, numa experimentação contínua.
“Lean Startup contribuiu muito ao meu desenvolvimento como empreendedora de startup, por me trazer embasamento quanto a aprendizado rápido e constante, MVPs – Mínimo Produto Viável -, e lançamento/melhoria de produtos contando com feedbacks de clientes – do planejamento ao plano de ação -, num processo cíclico de testagem, análise e evolução para obter resultados significativos com o menor tempo e recursos”, comenta.

Dia Mundial do Livro: Sami

Vitor Asseituno, médico cofundador e presidente da Sami , indica o livro Growth Hacker Marketing, de Ryan Holiday. Recentemente lemos esse livro em conjunto no time de marketing.
Ele é muito bom pra dar a todos o mindset que acreditamos ser necessário para uma startup de alto crescimento, e de certa forma introduz, sem mencionar, o conceito de “Product-Led Growth”, cada vez mais comum nas startups hoje também.
O desafio de cada empresa é entender como aplicar conceitos do Dropbox ou do PayPal ao contexto do seu negócio, no nosso caso planos de saúde. Experiência, viralidade, jornada, agile, são alguns conceitos incluídos nessa mentalidade e nas ideias que o livro traz.

É introdutório, mas ajuda na melhor difusão do conceito de growth hacking para times multidisciplinares com backgrounds muito diferentes. Eu já tinha lido antes e foi muito bom ler novamente e pensar em aplicações pro nosso contexto atual. Recomendo fortemente”, relata Asseituno.

Atlas Governance: O CEO da Atlas Governance, Eduardo Carone, escolheu o segundo livro mais influente dos Estados Unidos, perdendo apenas para a Bíblia (pesquisa da biblioteca do Congresso Norte Americano de 1991): A Revolta de Atlas, de Ayn Rand. A publicação é um romance que encapsula uma filosofia completa, o objetivismo. Atlas foi o titã da mitologia grega que desafiou Zeus, e foi condenado a carregar o peso do firmamento nas costas pela eternidade.

O livro traça o paralelo entre o titã e o empreendedor, que mesmo carregando o peso do governo, dos impostos e da burocracia nas costas, continua andando e levando o mundo para frente.Mas o que aconteceria com o mundo se os empreendedores se cansassem de carregar tamanho fardo? Leia A Revolta de Atlas para descobrir.

AprovaDigital: O CEO do AprovaDigital, Marco Zanatta, indica o livro Empresas Feitas para Vencer (Good to Great, em inglês), escrito por Jim Collins.
A publicação tem por objetivo mostrar ao leitor como as empresas medianas e até ruins conseguem atingir uma qualidade duradoura, triunfar no decorrer do tempo e desenvolver um desempenho sustentável.

Para Marco, o lvrio é um dos melhores sobre times e cultura de equipe que ele já leu, pois ensina como escolher, focar e engajar membros do time em torno de um objetivo estratégico para o negócio. Seus conceitos são aplicáveis a equipes de 5 a 100.000 pessoas.

FolhaCerta: Marcos Machuca, CEO e fundador da FolhaCerta , plataforma de gestão e marcação de ponto eletrônico, indica o livro Avalie o que Importa, de John Doerr.
A obra fez o executivo repensar a gestão da startup, pois traz uma maravilhosa coletânea de histórias do Vale do Silício e sobre o surgimento dos OKRs.
Para Machuca, o principal aprendizado é que não devemos gastar tempo e energia em ações que não são importantes para os nossos objetivos.

Dia Mundial do Livro: FortBrasil

José Pires Neto, cofundador da FortBrasil , conta que o livro O Banqueiro dos Pobres, de Muhammad Yunus, o influenciou a atuar no segmento de crédito para a população de baixa renda. “O livro aborda a primeira experiência de microcrédito e me fez entender melhor sobre esse grande mercado.
Também pude compreender como esse crédito pode transformar a vida de pessoas, que muitas vezes não contam com nenhum apoio para empreender, mas conseguem fazer com que esse pouco dinheiro se torne um meio de vida, passando a ser então empreendedores que sustentam suas famílias. Tudo graças a essa pequena ajuda.”, afirma.

Dia Mundial do Livro: Listo

Para Olavo Cabral Netto, CEO da Listo , fintech‌ ‌que‌ ‌tem‌ ‌o‌ ‌propósito‌ ‌de‌ ‌promover‌ ‌a‌ ‌autonomia‌ ‌financeira‌ ‌de‌ ‌pequenos‌ ‌e‌ ‌médios‌ ‌empreendedores, o livro que impactou sua vida foi “A lógica do cisne negro”, do autor Nassim Nicholas Taleb. Ele é aplicado para o mundo de investimentos financeiros, mas com uma visão diferente de pensamento.
“O ponto central traz uma ideia de pensar contra a tendência e como se preparar para situações inesperadas. Essa leitura mudou a forma de eu enxergar os desafios.
Como a pandemia, por exemplo, ninguém esperava uma situação tão complexa, tão abrangente e que durasse tanto tempo. E como é possível sair de uma situação que era impensada até então? Estar preparado para situações imprevistas é o grande mote desse livro e ele me traz reflexões até hoje”, comenta Olavo.

Dia Mundial do Livro: NOMAH

O livro que impactou a vida de Thomaz Guz, CEO da NOMAH , startup que oferece gestão de ativos imobiliários, transformando espaços, potencializando investimentos e oferecendo experiências de conforto em locações flexíveis foi “Mindset” de Carol S. Dweck.
“Este livro foi bem importante para entender de forma clara duas principais formas de mindset que afetam o comportamento tanto na vida profissional, como pessoal.
O mindset fixo dificulta o processo de evolução e desenvolvimento, com pouca resiliência e foco em solução de problemas. Já o mindset progressivo, traz a vontade de desafiar, aprender e ser resiliente. Ter um mindset progressivo e se rodear de pessoas com o mesmo comportamento é essencial para um time e empresa vencedora”.

Dia Mundial do Livro: Workana

Para Daniel Schwebel, country manager da Workana , o livro O Príncipe, de Nicolau Maquiavel, que é uma das obras mais conhecidas e populares da literatura, é sempre atual.
Ele conta que Maquiavel, ao analisar os tipos de principados de sua época para tentar entender como se governava o Estado, faz analogias sobre o que funcionava melhor (ou não), de acordo com o público e o perfil de quem fazia essa gestão.
“Claro que ele defendeu que, para o governante, é melhor ser temido do que amado, mas esse livro sempre me trouxe a visão de que não há um estilo único para ser um bom gestor. Entendo que há vários estilos e o meu não segue a linha de ser temido. Sempre tento me adaptar, mostrando que estou aberto a novos aprendizados”, relata Schwebel.

Dia Mundial do Livro: Elo7

Carlos Curioni, CEO do Elo7 , indica o livro The Untethered Soul – Alma Livre – de Michael A. Singer. “O título aborda como é sua relação consigo mesmo e como seu relacionamento com seus pensamentos e suas emoções podem ser trabalhados de forma diferente se você olhar para elas de um novo ângulo.
Traz ainda dicas práticas e efetivas para que o dia a dia seja menos pesado e estressante, para que pequenos conflitos e frustrações sejam evitados ou melhor digeridos e para que, no final do dia, você encontre mais liberdade e felicidade no curso de nossa jornada.

Para mim, uma das partes mais marcantes do livro é o entendimento de como viver o momento, encarando aquele dia ruim, que vai passar, e não querendo estender para sempre aquele dia bom, que também vai passar. O livro serve também como um guia e merece releituras em momentos de maiores estresses e desafios que encontramos ao longo da vida”, diz Curioni.

Daniel Coquieri, especialista em tokenização de ativos, indica o livro “Empreender: a arte de se f*der todos os dias e não desistir”, dos autores Israel Salmen e Lucas Marques, sócios do Méliuz que fala sobre a habilidade que o empreendedor tem que ter de enfrentar desafios, absorver os problemas do dia a dia da operação da sua empresa, encontrar soluções e continuar a caminhada.
“Empreender é saber que você vai enfrentar diversos desafios inesperados, mas irá aprender muito no dia a dia durante a execução, porque é a natureza do negócio. Temos que ter uma convicção como empreendedor de onde queremos chegar, onde entregamos valor, mas eu sempre brinco com minha equipe que fazendo um paralelo com uma corrida de 400 metros, todo início de uma caminhada, nos primeiros 100m está definido o que vai ser feito ali, uma linha reta.
Depois disso, o próprio negócio começará a trazer diversos desafios que você não imaginava. Então, é fundamental adaptar a empresa no dia a dia e o empreendedor desenvolver uma habilidade de lidar de forma
rápida com os problemas e direcionar um novo caminho para o negócio”.

Dia Mundial do Livro: Xerpay

Natalia Lima, CFO do Xerpay . “Faça Acontecer, de Sheryl Sandberg, foi um livro que contribuiu muito para o meu crescimento pessoal e profissional, como mulher em um meio tão masculino como o mercado financeiro.
Hoje, como liderança na startup Xerpay, minha história se assemelha ainda mais com a da autora. Para mim, o livro segue sendo um exemplo quando penso na participação das mulheres e em seus papéis na liderança, e em como empresas podem e devem criar meios para o empoderamento feminino”.
Dia Mundial do Livro: SysMap Solutions
Daves Roberto, CEO da SysMap Solutions, indica “Dare to Lead”, escrito por Brené Brown, que é um livro relativamente novo e inspirador, um verdadeiro exercício de autorreflexão para pessoas em posições de liderança, como CEOs.
O livro ensina as pessoas a resgatarem autenticidade, humildade e vulnerabilidade no dia a dia, e nos ajuda a sermos líderes mais empáticos. Utilizando uma linguagem de coaching, Brené traz à tona temas básicos, sugerindo eliminar perfeccionismo, julgamento acelerado, cobranças e expectativas sobre as pessoas.
“Para mim, a leitura dessa obra teve grande influência para a SysMap na adoção do trabalho remoto, trazendo excelentes insights para liderança nesse momento de transformação”, reflete Daves.

Dia Mundial do Livro: BitcoinTrade

Para Bernardo Teixeira, CEO da BitcoinTrade , corretora brasileira de criptomoedas, o livro favorito é “O Mau Comportamento dos Mercados: Uma Visão Fractal da Turbulência Financeira” de Benoit Mandelbrot e Richard L. Hudson.
“O livro fala sobre como os mercados financeiros funcionam, os riscos e a volatilidade. Basicamente, fala sobre a base para uma nova ciência das finanças e penso que os empreendedores do mercado financeiros precisam ler essa obra”.
Leia também – Leitura e ansiedade: Ler é um remédio para a saúde mental.

RELATED ARTICLES

Bexs Banco tem mais de 40 vagas abertas em TI, banking e mais

Vagas na Bexs Banco, instituição especializada em processamento de pagamentos internacionais estão abertas para pessoas de todo o Brasil. O Bexs Banco está com mais...

A importância de desenvolver as soft skills dos líderes

A importância de desenvolver as soft skills dos líderes, esse é o tema do artigo de hoje, escrito por João Bizzarri, cofundador da SkillHub. Os conceitos de...

Pesquisa da Ticket revela que 78% dos trabalhadores não permaneceram em home office integral durante a pandemia

Segundo o levantamento sobre a adaptação ao modelo remoto de trabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente e não permaneceram no home office...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Bexs Banco tem mais de 40 vagas abertas em TI, banking e mais

Vagas na Bexs Banco, instituição especializada em processamento de pagamentos internacionais estão abertas para pessoas de todo o Brasil. O Bexs Banco está com mais...

A importância de desenvolver as soft skills dos líderes

A importância de desenvolver as soft skills dos líderes, esse é o tema do artigo de hoje, escrito por João Bizzarri, cofundador da SkillHub. Os conceitos de...

Pesquisa da Ticket revela que 78% dos trabalhadores não permaneceram em home office integral durante a pandemia

Segundo o levantamento sobre a adaptação ao modelo remoto de trabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente e não permaneceram no home office...

Eminem – Stronger Than I Was

We woke reasonably late following the feast and free flowing wine the night before. After gathering ourselves and our packs, we...

Recent Comments

luiz orivan boccalletti junior on Análise de currículo grátis – Sorteio 2020
Amanda Galhardo on Fui demitido, e agora? Confira
Ana Carolina Okubo on Como montar um currículum vencedor?
Carlos Eduardo on Fui demitido, e agora? Confira