Home office: como encontrar o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal

equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal
Photo by manny PANTOJA / Unsplash

Você tem se sentido cansado? Tem trabalhado mais do que o normal? Pois é, se você é do time de pessoas que entrou para o esquema home office, já deve ter percebido uma dificuldade em encontrar o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal. 

De dentro de casa, parece complicado criar uma fronteira que separe as duas coisas, ainda mais em tempos tão confusos como os que vivemos agora. Por isso, conversamos com a psicóloga Daniela Faertes para entender como equilibrar esses dois pontos e ter uma rotina de home office mais saudável durante o período de pandemia (e, até mesmo, depois dele).  

Buscando o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal

O primeiro passo é identificar quais são as suas dificuldades nesse aspecto. Segundo Daniela, a questão do espaço é uma das principais, já que, hoje, passamos o tempo inteiro no mesmo espaço e somos interrompidos a todo momento pelas demandas da casa. 

“No escritório, quando há questões em casa para resolver, temos a opção de deixar o celular no silencioso e, dessa forma, a outra pessoa só vai nos contatar quando permitirmos”, explica ela.

Um outro ponto importante, de acordo com a psicóloga, é perceber que essa dificuldade de separar o trabalho da vida pessoal não é algo específico da pandemia, mas que já acontecia antes do home office. “A falta de atenção por ficar ao celular, a falta de estabelecer períodos específicos para mexer no celular… Isso já era um mau hábito das pessoas”, diz Daniela. “Elas já tinham a dificuldade de não separar os espaços dentro do trabalho. Agora, isso fica mais difícil, porque os outros também podem invadir esse espaço, não depende mais só dessa pessoa.”

Diante dessas dificuldades, como estabelecer o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal? Veja nos pontos abaixo: 

1.Seja flexível

Segundo Daniela, é importante ter horários de trabalho estabelecidos – como trabalhar só das 09h às 18h -, mas é igualmente importante ser flexível. Esse dia de trabalho precisa conter pausas para que você atente às demandas da casa e que consiga, inclusive, explicar para as pessoas que moram com você quando você está disponível e quando não está. 

Se você começa a trabalhar às 09h e tem uma pausa agendada às 11h, fica claro para as pessoas do seu entorno quando podem contar com você para questões da casa e quando você precisa ficar focado e manter a atenção no trabalho.  

“Vale ressaltar que essa questão dos horários deve ser previamente conversada com as pessoas que moram na casa. E isso também é sugerido para o trabalho no escritório”, explica a psicóloga. “É importante que você estabeleça horários para fazer pausas, ver o celular e dar conta dos ‘extras’, como resolver os problemas de casa, etc.”

2.Coloque os filhos na agenda

Se você tem filhos e está lidando também com a presença dos pequenos em casa o dia inteiro por conta da pandemia, precisa lembrar de incluí-los nessa rotina. Para a profissional, o mais indicado é estabelecer um período de brincadeiras pela manhã, o que ajuda a reduzir a ansiedade das crianças e já estabelece uma estrutura para o dia. 

“É necessário ter em mente que estamos em casa e não no escritório. A casa não é o escritório. Logo, é preciso aceitar com mais complacência um barulho diferente ou outros tipos de interrupções ocasionais”, explica. “Não tem como a casa toda estar no nosso movimento de trabalho do home office. A casa não tem essa obrigatoriedade.”

3.Lembre de entrar e sair do seu ‘escritório’

Se você conseguiu montar um quarto ou um espaço específico para trabalhar em casa, isso é ótimo para ajudar você a se manter focado. No entanto, é importante lembrar de sair desse ‘escritório’ e ‘entrar na casa’ com certa frequência, para resolver questões do dia a dia e ficar a par do que está acontecendo. 

Por exemplo, se você está esperando uma entrega, vale avisar o porteiro que ela será buscada na portaria no seu próximo intervalo. “Se, no escritório, fazemos duas pausas ao dia para tomar um cafezinho e ter um relaxamento, em casa essas pausas vão ser mais voltadas para o momento pessoal.”

4.Organize-se (mas seja flexível)

Mais do que nunca, a organização será imprescindível para que a sua rotina transcorra de forma tranquila. Mas isso não significa que você deva ser rígido o tempo inteiro – na situação em que vivemos hoje, ser flexível é essencial. 

“A principal recomendação é: avalie qual é a sua demanda de trabalho e qual a real possibilidade de cumpri-la dentro do seu espaço físico e das suas necessidades pessoais e da casa, ou seja, aquelas que você precisa suprir. A partir disso, organize algo que seja viável”, explica Daniela. 

Uma dica extra, de acordo com a profissional, é buscar encontrar o conforto no seu dia a dia. Se você mora com mais pessoas e não existe a possibilidade de vocês terem, cada um, um espaço específico para trabalhar, vale separar o dia em blocos: uma parte do dia você fica no quarto e à tarde, na sala. Assim, todos podem usufruir do ambiente da melhor maneira possível. 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui