5 dicas de como se tornar um profissional de mídia online na pandemia

profissional digital

Junho é o mês que do profissional digital. Veja 5 dicas para crescer em uma das áreas mais promissoras do mercado.

Dia 21 de Junho é o dia oficial do profissional de mídia. Foi criada em 1977 pela Central do Outdoor, entidades que reúnem empresas do segmento. A intenção era dar mais visibilidade a este profissional que até então era chamado de contato.

Em 1999, a Câmara dos Deputados reconhecia a data através de uma lei, de lá pra cá, os profissionais antes sem muita visibilidade ganharam um papel central nas estratégias das empresas de comunicação e marketing. Eles são responsáveis pelas estratégias para unir as marcas aos clientes, estudando e analisando o comportamento do público-alvo.

“Devido à aceleração digital que a pandemia nos trouxe, tudo virou on-line e ter um profissional que cruza os dados e através deles monta estratégias para formar, influenciar, e conectar as experiências dos usuários as marcas é um universo muito grande em exponencial”, afirma Leandro Rampazzo, CEO da Godiva Propaganda.

O profissional de mídia é responsável por ler o comportamento das pessoas, transformando -os em dados e aplicando estas métricas na venda de um produto ou marca. Por isso, estes profissionais vão além do marketing e da comunicação, criando assim uma alta demanda de mídias dentro das empresas.

Pensando nisso, Leandro Rampazzo, especialista em métricas e criador da Godiva Propaganda, lista 5 dicas para quem quer seguir a carreira de mídia online:

Profissional digital – dica 1: busque conhecimento

Há diversas maneiras de coletar os dados, o mais importante é o Data Analytics ou análise de dados, e o big data. São áreas que todo o profissional de mídia deve saber e analisar as informações contidas neles. A fim de entender os nichos e públicos alvos. É importante estar sempre atualizado a novas fórmulas e estratégias para se coletar e ler estes dados nestas plataformas listadas.

Profissional digital – dica 2: seja criativo

Não é a propaganda a alma do negócio, mas sim as formas de como ela foi pensada para o seu público. Então, ser criativo e enxergar a oportunidade de inserir naquele nicho algum impacto e alguma influência com certeza trará resultados positivos. Seja em forma de lucro e/ou fortalecimento da imagem do seu cliente.

Profissional digital – dica 3: conheça o público-alvo

Conhecer as pessoas que consomem aquele tipo de produto ajuda muito a ler sobre os seus comportamento, e a chegar mais próximo das suas realidades e necessidades. Consequentemente, viralizar neste meio. Do que eles gostam, o que eles procuram, quais são os seus desafios, faixa etária, faixa de renda, vulnerabilidade social, etc. Tudo isso, compõe para uma leitura assertiva sobre os usuários da marca.

Profissional digital – dica 4: acompanhe novas tecnologias

A tecnologia está ao nosso favor, desde um aplicativo ou uma plataforma para melhorar a conexão da marca com o seu cliente final. Enxergar novas possibilidades e assim preencher as lacunas através de ações são primordiais, então estar atento às mudanças tecnológicas é muito importante.

Profissional digital – dica 5: pense estrategicamente

Esta palavra foi mencionada diversas vezes neste texto, justamente pelo motivo que sem ela nenhuma leitura ou conhecimento podem ser aplicados. Este é o principal trabalho do profissional de mídia. Cruzar dados de comportamento e de consumo com possíveis interações de uma marca ou produto.

Profissional digital: cresce demanda no mercado de trabalho

A pandemia causada pelo coronavírus tem impactado diretamente a economia e o mercado de trabalho, o que fez com que a demanda por profissionais da tecnologia fosse impulsionada nos últimos meses. Se a área já tinha boas previsões de crescimento nos últimos três anos, com o surgimento de novas funções, cursos e especializações, o movimento se intensificou.
Uma das maiores empresas em serviços e aplicações para a nuvem, a Claranet viu a demanda por especialistas em nuvem, dados, desenvolvedores, arquitetos de soluções de várias ferramentas, técnicos, gerentes de projetos e os que possuem habilidades de implementação de sistemas, crescer 15%.
De acordo com Tâmara Costa, Diretora de recursos humanos na Claranet Brasil, a maior procura diante do cenário atual é por projetos, arquitetura, Big Data e comportamento de mercado. “Quando a gente pensa em tecnologia, as coisas mudam muito rápido e as necessidades também. Buscamos ter as pessoas certas no lugar certo. É mais do que desenvolver, mas influenciar e resolver problemas”, pontua.
Leia matéria completa aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui