Em tempos de crise, traçar metas pode ajudar a produtividade

Especialista do Unipê ensina como traçar metas e driblar distrações.

Com o aumento de casos de Covid-19 no Brasil, a população vivencia um momento crítico da pandemia. Em meio aos avanços e recuos de medidas incisivas para conter o vírus, estudantes e trabalhadores sentem o peso da mudança na rotina, mesmo após aprendizados e reinvenções de 2020.

Por isso, ter metas para atingir objetivos pode melhorar a produtividade. E não há tempo certo para traçá-las, sendo ainda mais oportuno na crise.

As crises geram a necessidade de rápidas inovações e, em geral, aparecem ao vermos problemas antigos não resolvidos. “Adicionalmente, o presente é que constrói o futuro. Por isso, todas essas questões devem ser consideradas na hora de se traçar metas para qualquer área da vida.

E apesar de não termos controle de tudo e vivermos em um mundo de incertezas, são as metas que nos dão um direcionamento e nos permitem seguir em frente em busca delas”, explica a Profa. Ma. Gislene Silva, coordenadora do curso de Administração do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê).

E como um norte, as metas facilitam a alcançar o que objetivamos. Caso não as tenha atingido, não se pode descartá-las, recomenda Gislene. “Quando não se é bem-sucedido no alcance de uma meta, é hora de rever as estratégias e ações que estão sendo implantadas para a sua busca, o que pode indicar a necessidade de adaptação ou mudança”, sugere.

Traçar metas: Como começar?

Primeiro, registre suas metas. Tem muita gente que consegue tê-las em mente até atingi-las, mas a maioria das pessoas não consegue fazer isso. “Por isso, sugiro que as escreva em um caderninho, planilha ou quadro reservado só para isso e faça uma espécie de check-list, dando um tick sempre que uma meta for alcançada.

Isso permite ter a visão dos resultados, o que traz mais motivação para seguir em frente em busca de outras metas”, diz.

As metas mais imediatas devem ser feitas em primeiro lugar. Então, deixe-as bem visíveis. “Organizá-las por ordem de prioridade é interessante. Uma ferramenta que pode ajudar no planejamento das metas, para seu devido alcance, é a 5W3H, que apesar de ser gerencial, se aplica a qualquer área da vida”, recomenda Gislene.

Traçar metas: Driblando a falta de concentração

Situações que geram distração e distanciam a pessoa do alcance das metas são normais. Assim, planeje as estratégias e ações para gerar resultados, ponha em prática cada ação idealizada e dê o melhor de si. “Cada ação é importante para atingir de forma plena o resultado almejado”, salienta Gislene.

Outra maneira de driblar a falta de concentração é apostar no autoconhecimento para entender pontos fontes e explorá-los, além de diminuir os aspectos fracos. Atente-se ao seu redor e identifique oportunidades que vão lhe aproximar da obtenção de bons resultados.

“Ainda, trabalhar as características da positividade, determinação e paciência são fundamentais, sem esquecer de fazer uma avaliação realística de tudo que foi feito e alcançado”, conclui a especialista.

Traçar metas: Sobre o Unipê

Fundado em 1971, o Centro Universitário de João Pessoa – Unipê possui conceito 5 pelo MEC, conforme avaliação in loco de recredenciamento presencial e credenciamento EAD, sendo a única instituição privada do estado a conquistar este feito, solidificando-se entre as melhores do país.

O Unipê é reconhecido pela sua contribuição para o desenvolvimento da Educação no Brasil e na Paraíba, tendo um forte tripé de ensino, pesquisa e extensão em sua comunidade.

A Instituição oferta cursos de graduação, presenciais e a distância, e pós-graduação (lato stricto sensu) em diversas áreas do conhecimento e conta com mais de 15mil alunos.

Integra o grupo Cruzeiro do Sul Educacional, um dos mais representativos do País, com mais de 350 mil alunos, que reúne instituições academicamente relevantes e marcas reconhecidas em seus respectivos mercados, como Universidade Cruzeiro do Sul e Universidade Cidade de São Paulo – Unicid (São Paulo/SP), Universidade de Franca – Unifran (Franca/SP), Centro Universitário do Distrito Federal – UDF (Brasília/DF, Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio – Ceunsp (Itu e Salto/SP), Faculdade São Sebastião – FASS (São Sebastião/SP), Centro Universitário Módulo (Caraguatatuba/SP), Centro Universitário Cesuca (Cachoeirinha/RS), Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG (Bento Gonçalves e Caxias do Sul/RS), Centro Universitário de João Pessoa – Unipê (João Pessoa/PB), Centro Universitário Braz Cubas (Mogi das Cruzes/SP) e Universidade Positivo (Curitiba, Londrina e Ponta Grossa /PR), além de colégios de educação básica e ensino técnico. Visite: www.unipe.edu.br e conheça o Nosso Jeito de Ensinar.

Leia também – Especialista dá dicas de autocuidado e saúde mental para gestores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui