Os desafios do trabalho remoto para as empresas em meio à pandemia

Os desafios do trabalho remoto

A quarentena acelerou a implementação do home office e o uso de ferramentas digitais, antes vistas com certo preconceito pelos Recursos Humanos, porém os desafios do trabalho remoto não param.

A pandemia causada pelo novo coronavírus acarretou medidas de isolamento social que afetou diretamente a produtividade e o ‘modus operandi’ de milhares de empresas.

Uma pesquisa da RD Station mostrou que 63,6% dos negócios brasileiros nem possuíam uma política de trabalho remoto antes da pandemia, e a principal justificativa era o distanciamento cultural que o home office poderia acarretar.

Após a proliferação do covid-19 e a determinação da quarentena em diversos países, o número de empresas que passaram a praticar o home office no Brasil saltou para 76%, segundo um estudo feito pela HC Consulting.

Os desafios do trabalho remoto: Para os negócios digitais

Mesmo para os negócios 100% digitais, contratações e onboarding à distância já eram um desafio. Agora em meio à quarentena, esses processos têm sido mais dificultosos, principalmente para as empresas com escritório físico.

Contratação, solicitação e remessa de documentos e ambientação dos colaboradores muitas vezes envolvem reuniões presenciais e existe a necessidade de contato direto entre as pessoas.

Com as medidas restritivas, empresários precisaram ajustar seus processos, mesmo sem ter uma visão clara de como o cenário econômico estará daqui a alguns meses.

Os desafios do trabalho remoto:O que conta o CEO da Bycoders

Segundo Vanildo Prates, CEO da Bycoders_  e engenheiro de software “atualmente, já contamos com softwares de assinatura eletrônica e documentos digitais, como a carteira de trabalho digital, que agilizam as demandas administrativas e dos recursos humanos, uma grande facilidade em tempos de trabalho remoto”.

Sem a necessidade do uso de papel, a digitalização de documentos já é uma realidade em vários países, inclusive no Brasil.

O levantamento feito pela HC Consulting também revelou que 85% dos empresários entrevistados acreditam que devem modificar a forma como seus negócios operam mesmo após a pandemia.

O engenheiro afirma que, “nesse sentido, a quarentena é uma oportunidade para as empresas quebrarem preconceitos e aderirem novos procedimentos e tecnologias”.

Os desafios do trabalho remoto: Desafio do Onboarding

A fase de onboarding é uma das mais importantes para as novas contratações na Bycoders_ e em outras empresas que pretendem passar pela transição tecnológica exigida atualmente. Por meio dela, os recém-chegados conhecem mais profundamente os processos e se integram aos valores da empresa.

É o momento em que os laços são oficializados, e perder este evento pode gerar o enfraquecimento da conexão com o colaborador desde o primeiro dia.

“Ainda é um grande desafio realizar esta etapa a distância, pois, muitas vezes, inclui participação ativa e visitas aos outros departamentos, bem como alguns momentos de descontração para que o novo colaborador conheça seus colegas de trabalho.

Slides e treinamentos online são uma opção, mas ainda não suprem um onboarding inspirador, que os farão vestir a camisa da empresa”, explica Vanildo.

Entretanto, caso seja bem feito, pode gerar resultados duradouros. O onboarding é um investimento de geração de valor e redução de custos, além de minimizar a rotatividade de funcionários.

Os desafios do trabalho remoto: Produtividade

Uma das grandes preocupações das empresas antes da pandemia com o modelo de trabalho remoto estava relacionada à produtividade.

A pesquisa da RD Station mostrou que, além da cultura (53,4%), e a impossibilidade de o home office ser implementado para todos (29,6%), a produtividade (13,8%) é a terceira questão que mais impedia as instituições de pensarem em políticas de trabalho à distância.

Todavia, já antes da pandemia, o mesmo levantamento mostrou que a produtividade dos funcionários que possuíam uma política de home office tinha bons resultados, chegando a representar 52% de desempenho em toda a operação.

Isso revela que a adoção deste regime de trabalho está mais associada ao preconceito ou desinformação do que à falta de comprometimento dos colaboradores.

Os desafios do trabalho remoto: As ferramentas digitais

No mais, existem diversas ferramentas digitais e métodos para mensurar as horas trabalhadas, como os pontos virtuais e plugins. “Na Bycoders_, possuímos e utilizamos estratégias e métricas ágeis para medir a produtividade do funcionário remotamente, como Throughput, Cumulative Flow, Lead Time, entre outros.

Estimular o ‘feedback’ mútuo através de formulários anônimos, é uma prática que possibilita uma visão melhor do desempenho dos colaboradores e se esses tiveram um acompanhamento satisfatório da gestão no período”, finaliza o CEO.

Leia também – Pesquisa destaca 5 principais vantagens do trabalho remoto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui