Resoluções de ano novo: Dicas para quem quer um novo emprego

Resoluções de ano novo

Quais são as suas resoluções de ano novo? Especialista em gestão de carreiras ensina o caminho das pedras para dar uma guinada na carreira em 2021.

A virada do ano é sinônimo de gratidão, mas também é o momento em que muitas pessoas aproveitam para traçar novas metas.

A busca por um novo trabalho, ou até mesmo para um reposicionamento no mercado, é um dos principais desejos para os 365 dias que virão. Segundo Erika Linhares, organização é o ponto chave para dar o ponta pé inicial.

Resoluções de ano novo: Mentalidade agressiva

“É preciso ter uma mentalidade progressiva para saber colocar as coisas em prática”, explica a especialista em gestão de carreiras.

Neste ano, devido a pandemia causada pela COVID19, A taxa de desemprego no Brasil subiu para 14,6% no trimestre julho-setembro, ante 14,4% no período junho-agosto, marcando o terceiro recorde histórico consecutivo em uma economia atingida pelo coronavírus – apontam dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esforço e ferramentas estratégicas são fundamentais nesse momento. “Não existe fórmula mágica”, pondera a autora do livro Gente Feliz Não Enche o Saco. Para ajudar quem está em busca de um trabalho e já definiu esta tarefa como meta para 2021, Erika Linhares lista 5 dicas importantes para por em prática desde já.

Resoluções de ano novo: Dica 1 – Não se deixe abater

Esse processo não vai ser fácil e não vai ser rápido, mas é importante manter o pensamento positivo. “Esse momento é de arregaçar as mangas e ser resiliente. Planejar, se organizar e executar, esse é o segredo”, explica Erika.

Resoluções de ano novo: Dica 2 – Organize a sua rotina e suas finanças

A falta de organização pode levar ao desespero e por isso, esse é um momento de muita cautela. É preciso ajustar as finanças e a rotina do dia para que o foco seja a busca pelo trabalho.

“Se bater a angústia, você vai querer aceitar qualquer emprego ou então não vai estar com a cabeça boa para passar um emprego que você tanto quer”, atenta a especialista. Dentro da organização da rotina, separe um tempo para atualizar seu currículo, redes sociais e portifólio. “Esse será o seu primeiro contato com todas as empresas, a atualização destas ferramentas é primordial”, lembra.

Resoluções de ano novo: Dica 3 – Saiba o que você quer

É importante ter um norte, saber o que você quer fazer, com o que quer trabalhar. “Quem procura tudo, não acha nada”, diz a executiva. Com esses pontos em mente, é possível adequar o currículo de acordo com a vaga e empresa pretendida, linkando com as habilidades que o candidato possui, aspectos técnicos, comportamentais, perfil profissional, etc.

“É importante ter uma estratégia para cada envio de currículo, para que você consiga destacar os seus pontos fortes e unificar o seu perfil com o que a empresa busca”, explica.

Resoluções de ano novo: Dica 4 – Construa o seu network

Ter contatos é fundamental nessa busca por um novo trabalho. “Não pode ficar acanhado. Traga o assunto para rodas de amigos, amigos dos amigos, ex-chefes, ex-colegas de trabalho, todo mundo… isso pode gerar indicações e até descobrir vagas abertas que você desconhece”, recomenda Erika.

Redes Sociais e conexões podem ser grandes aliadas. Outra dica da especialista é sempre manter atualizado o cadastro no banco de dados das empresas. “Mesmo que não tenha nenhuma vaga aberta neste momento você já está lá, pronto para aquelas que surgirem”, ressalta.

Resoluções de ano novo: Dica 5 – Invista em você

O lema desse período é “ganhar para depois gastar”. Não adianta investir em roupas e coisas materiais, se o candidato não estiver preparado para a conquista. O investimento prioritário nesse período tem que ser em cursos, ampliar o conhecimento e habilidades.

Resoluções de ano novo: Sobre Erika Linhares

Executiva especializada em comportamento e cultura dentro de organizações, chegou a ser sacoleira aos 15 anos quando o pai, dono de uma imobiliária, perdeu tudo na década de 90. Trabalhou ainda na área pública na Prefeitura de Sete Lagoas, em Minas Gerais.

Depois de entrar na faculdade de pedagogia, começou a carreira no sistema privado aos 19 anos, ganhando R﹩ 350 reais como atendente de loja.

Vinte anos depois, deixou o mercado corporativo como diretora nacional de uma das maiores empresas do Brasil para atuar como gestora de carreiras em sua empresa, a B-Have. Mais de 15 mil pessoas e 600 parceiros comerciais passaram pela gestão da executiva.

Leia também – 5 dicas para planejar a carreira para 2021.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui